[Resenha] O Teorema Katherine

30 outubro 2013
 

Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Classificação:  
Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental de Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem ente Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é clar, vai ajudálo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso que ele espera.
O Teorema Katherine conta a história de Colin Singleton, prodígio de 17 anos, inteligentíssimo e denominado o famoso NERD, passa a vida estudando e trabalhando no desejo de ter seu momento "eureca" quando deixará de ser prodígio para se tornar gênio.
Porém Colin acaba de levar um pé na bunda da sua décima nona namorada. Mas não era quaisquer namoradas, todas, TODAS, se chamavam Katherine.
"Ele gostava de Katherines. E não eram Katies, nem Kats, ne Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, Nem Kays, nem Kates, nem - Deus o livre - Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E-S."
E como se não bastasse TODAS terminaram com ele. Constatando esse fato, Colin fica arrasado e como um método de cura ele e seu amigo Hassan viajam num carro, sem rumo, e finalmente se instalam numa cidade do interior chamada Gutshot, no Tennessee.
De repente Colin tem seu momento "eureca", tendo a ideia de criar um teorema matemático onde saberá previamente quando suas Katherines o abandonará e quanto tempo durará seus relacionamentos. Nosso prodígio usa seus antigos namoros para testar a eficacia de seu teorema. Nesse meio tempo Colin e Hassam conhece Lindsey e sua mãe, e ficaram hospedados em sua casa na condição de trabalharem na fábrica da família.
      A história é hilariante, e no desenrolar dela aprendemos algumas lições importantes pra vida. Pelas muitas criticas que já li, normalmente as pessoas não curtem muito o Colin e se agradam do Hassan. Já eu particularmente prefiro o Colin, ele cria um método único pra descarregar seus sofrimentos por tantas rejeições, Hassan me pareceu bobo demais, apesar de ser a fonte de humor da história.
      E não posso deixar de admirar o grande Jonh Green. O cara é um gênio, e consegue abordar assuntos complicados de um jeito fantástico. Deixa leve qualquer tema carregado. Tio Jonh é o cara.  
Recomendo!
“É possível amar muito alguém. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir.”





Suzane Cruz
Suzane Cruz, 23 anos, baiana que mora na Cidade Maravilhosa. Potterhead, bailarina e formada em Design de Interiores. Andou vivendo o que lê e precisou de companhia.
9 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

9 comentários:

  1. Oie :)

    Eu já li OTK e amei, achei que foi uma leitura super gostosa e interessante de se fazer, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiiie, ainda não li o Theorema de Katherine acredita?
    hahaha
    Mas está na minha wishlist, *-*
    Adorei tua resenha, parabéns!!

    Beijoos!!
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida, leia sim. É maravilhoso. Beijos!!

      Excluir
  3. É um dos meus desejados, fico toda boba quando leio resenhas sobre ele ;) Adorei as fotos! Espero ler em breve.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Jheyscilane, é ótimo. E fico feliz que tenha gostado das fotos. Beijos:)

      Excluir
  4. Oi, tudo bem??

    Que marcador lindo hein... E como assim conteúdo de matemática no livro????

    Seguindo aqui seu blog, amei tudo aqui viu... Adoraria se pudesse retribuir...

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com
    PS: te vejo lá no meu cantinho, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro amor, retribuirei! Pois é, é o conteúdo matemático que da origem ao nome. Mas não se preocupe, não precisará resolve-lo hahah, Beijos

      Excluir
  5. *-* Quero ler, ótima resenha! Parabéns.

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo