TAG: 4x4 - 16 livros, 4 categorias

26 fevereiro 2014

Olá galera, tudo bem?

Hoje resolvi trazer uma TAG pra vocês, então vamos distrair a mente HAHA'. Essa suponho que já é conhecida, mas pra quem talvez não conheça, funciona assim: terei que escolher 16 livros e dividi-los em 4 categorias, podendo fazer uma categoria extra, se assim preferir. Depois indicarei mais 4 blogs pra participar. Então, LETS GO!

1. Livros para ler


2. Livros para reler

3. Livros para comprar

4. Série para começar, continuar ou terminar.

Máscara (continuar): Esperando ansiosamente pela continuação;
Jogos Vorazes (começar): Preciiiiiiso ler cara, todo mundo fala bem HAHA';
Minha Vida Fora de Série (continuar): Pauliiiiiiinha, lança loooogo. Saudades da Pri *--*
Marcada - The House of Night (terminar): São tanto que até me perco HAHA' <3.

Indicações:


Espero que tenham gostado.
Até a próxima!

Leitura Temática: Carnaval...

25 fevereiro 2014
      Boa tarde foliões. \õ/
      Se você, caro(a) leitor(a), prefere no feriadão de carnaval ficar em casa lendo um bom livro, tenho boas notícias... VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO(A) NO MUNDO!!
      Por esse nobre motivo trago pra nós :D livros carnavalescos para cair na folia do nosso jeito preferido. Então coloquem a fantasia que a festa vai começar...

Título: Carnaval
Autor: Luiza Trigo
Gabi decide passar o carnaval com as primas no Recife: praias, música, amigos, sol, diversão... A receita ideal para Gabriela curar a dor de cotovelo depois de ver o ex-namorado beijando uma garota. Para falar a verdade, ela nem gostava mais dele, e era capaz de enumerar seus defeitos sem pestanejar; mas vê-lo assim aos beijos mexeu com o coração da menina. Decidida a esquecer o ex de uma vez, Gabi faz as malas e deixa o Rio para um semana de muita curtição no Nordeste. Ela só não contava com a possibilidade de se apaixonar de verdade em pleno Carnaval! Carnaval conta a história de Gabi, Felipe, Pedro, Juju e Bel, e de um Carnaval inesquecível emoldurado pelas belezas de Pernambuco. Em meio as festas animadas, shows, esticadas até Porto de Galinhas e deliciosos mergulhos e banhos de piscina, Gabi acaba se envolvendo com Pedro, um garoto superfofo e gente boa. Mas quem vai mexer de verdade com o coração da menina é Felipe, pena que ele não esteja solteiro... Apesar das confusões à vista, a química entre Gabi e Felipe é mais forte, e os dois vivem um intenso amor de carnaval. Mas será que esse amor tem chances de sobreviver ao tempo e à distância, quando a quarta-feira de cinzas chegar, e com ela os últimos dias de viagem de Gabi? Carnaval é um romance juvenil com o qual qualquer adolescente vai se identificar.
Título: Carnaval
Autor: João Gabriel de Lima
Pedro, um paulista cansado de sua monótona rotina como dono de locadora de DVDs, decide passar o carnaval no Rio atrás da amante, uma chef formosa. Ao caminhar pela cidade ensolarada, misturar-se aos blocos de uma Zona Sul em festas e descobrir os personagens de uma Lapa renascida, Pedro acaba encontrando também um novo roteiro para sua vida. A jornada carnavalesca de Pedro evoca a vertigem de "Depois de Horas", filme de Martin Scorsese. Num estilo que remete â prosa de Borges, João Gabriel de Lima faz de Carnaval um romance sobre encontros, desencontros, mas, antes de tudo, sobre o poder mágico da criação. O leitor se vê convidade para um instigante jogo - afinal, o que é fruto da imaginação desse narrador viciado em filmes e o que é realidade?
Título: Carnaval em Veneza
Autor: Michelle Lovric
1782. Cecilia, a filha de treze anos de um importante mercador de Veneza é atraída por um gato para longe de seu banho e dá por si, nua, nos brações de Casanova, lendário sedutor de mulheres. No seu leito, a jovem conhecerá o lado luminoso do amor. Duas décadas depois, já uma pintora de renome, Cecilia conhece o segundo amor da sua vida: um jovem poeta à procura aventura a qualquer preço. Ele é Lord Byron e, com ele, Cecilia irá descobrir o lado negro da paixão. A ternura e generosidade de Casanova versus a rudeza e secura de Byron. Dois amores que vão influenciar arte de Cecilia e agitar a sociedade da mais decadente, sensual e majestosa das cidades: Veneza.

Título: O País do Carnaval
Autor: Jorge Amado
O romance de estréia do escritor baiano é um relato sobre a formação e a situação dos intelectuais brasileiros nos momentos que antecedem a Revolução de 1930. Paulo Rigger, o herói do livro, age como um intelectual que não compreende seu país.








Título: Uma Aventura no Carnaval
Autor: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
Sara é gira, ruiva, bem disposta, ótima aluna e filha de um milionário. Apaixona-se pelo Chico numa aula de Educação Física. Quando chega o Carnaval convidou-o a ele e ao resto do grupo para uma festa de máscaras. Todos aceitaram e estavam a divertir-se à grande quando tiveram a primeira surpresa: apareceu-lhes o Eduardo, com quem já tinham tido grandes aventuras em Lisboa. Pouco depois nova surpresa, essa bem desagradável: os homens mascarados de zorro não vieram para dançar mas para raptar alguém...





Bom pessoal, ótimo feriado pra todos, independente de como irão aproveitar. Beijos e até a próxima. <3
OBS: Como é difíiiiiiicil achar livros que falem de carnaval HAHA'. A maioria prefere a folia xD. 

Parceria com Alma Cervantes

21 fevereiro 2014
Bom diiiia queridos, muito feliz em anunciar mais uma parceria, Alma Cervantes e Se Arrependimento Matasse.

Biografia: Alma Cervantes é admirador da Língua Portuguesa desde a infância e grande fã dos romances policiais de Agatha Christie. Faz sua estreia na literatura com o romance policial "Se Arrependimento Matasse".









Sinopse:
      Alex, Alice e Rebeca são grandes amigos e decidem se reencontrar depois de alguns anos sem se verem. O lugar escolhido é o hotel dos pais de Alex, mas o que parecia uma viagem especial, repleta de conversas agradáveis e descontraídas com os outros hóspedes durante o jantar se transforma, em seguida, num pesadelo. Quando os três se preparam para dormir, ouve batidas desesperadas à porta e seguem ao salão, onde logo descobrem que o cozinheiro fora assassinado. Com a comoção, somada à dificuldade de fuga devido à tempestade e névoa lá fora, a confusão logo se instala no hotel, além de um desagradável clima de suspeita entre os hóspedes. Tensão. A revelação de um detetive. E um desfecho surpreendente.

Contatos com o autor (links):
- Skoob;
- E-mail para compra direto com o autor: almacervantes@outlook.com.br;
- Resenha.

Venda nas principais livrarias.

[Resenha] Simplesmente Ana

20 fevereiro 2014

Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Classificação:
Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Um conto de fadas ou realidade?

Eu faria essa pergunta a eu mesma se estivesse na pele da Ana. Uma brasileira que já adulta descobre, ou melhor, e descoberta pelo pai  que ela achava ter abandonado a sua mãe quando estava grávida dela. E PAM! Pasmem, ele é um rei! Do qual convida sua filha  Ana uma simples estudante de direito para morar com ele com direito a castelo com uma biblioteca dos sonhos e tudo mais.
Chegando lá conhece (o não tão simpático) afilhado de seu pai. Entre desconfianças e implicações Ana não entende ou não quer admitir que o jeito cheio de si e atrevido de Alexander mexe com ela, para bom ou para ruim.
Porém nem princesas no mundo de hoje conseguem fugir da impressa sensacionalista e homens galinha. HA!
Daí pra frente leitor, só lendo essa "novela"  pra saber o desfecho. Com direito a reviravoltas como todo livro e a banda U2 embalando momento um tanto AVASSALADORES.
Simplesmente Ana pode parecer um pouco fora do comum, mas não de todo irreal,  tem bastante referências que fazem nos sentir "em casa" quando lemos. Faz sentir o gostinho do era uma vez do nosso jeitinho brasileiro. Apesar de tudo e com tudo, me fez me lembrar e muito do Diário de uma princesa, quem viu vai saber do que estou falado. Mas isso não diminui a esfera real do livro.

“Com certeza essa foi uma tentativa de deixar bem claro que Alexander não dava a mínima para mim.”
                       
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

Na imaginação da leitora

18 fevereiro 2014

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Resenha] A História de uma Paixão

17 fevereiro 2014
Autor: Paulo Cezar Borges
Editora: LP-Books
Páginas: 142
Classificação: 
Sinopse: Denzel estava cansada de sua vida patética de ficar por ficar com qualquer garota, até conhecer a doce e adorável Carly. Com apenas um olhar se encantou com sua beleza. Quando se aproximou não se arrependeu, acabou conhecendo uma excelente garota, uma garota que era nova na cidade, sem muitos amigos, logo topou conhece Denzel melhor. De encontro a encontro aconteceu um beijo, e do primeiro beijo a mais encontros, o que acabou resultando em namoro. Tudo era perfeito nesse namoro, até o trágico acidente em que os pais de Carly morrem e ela acaba tendo que se mudar, para morar com sua avó.Uma avó que nunca gostou do namoro dos dois e tenta impedir essa paixão, por várias tentativas, encontros escondidos viram a única alternativa para esse casal, esse namoro proibido acaba tendo ordem judicial que impede Denzel de se aproximar de Carly. E agora, será que essa paixão passa por essa barreira?

"A História de uma Paixão" foi adquirido através da parceria com o autor Paulo Cezar Borges.

       Denzel está cansado de sofrer por amor, mas tanto sofrimento o ensinou a enxergar o lado bom das piores situações.
Mas em um belo dia um sorriso muda sua vida, sim, o sorriso de Carly, que estava sentada no banco da praça lendo. Denzel se encanta e no dia seguinte resolve falar com a menina do sorriso bonito.
Não demorou muito pra se tornarem amigos e todos os dias se encontrarem no mesmo horário e mesmo lugar. Tantos encontros só fez os sentimentos de ambos evoluir pro amor, e Denzel pede Carly em namoro, que aceita de prontidão. Estava tudo perfeito, sorrisos, beijos, abraços, felicidades, encontros românticos... até que a vida dos pombinhos vira de ponta-cabeça.
Será que o amor consegue superar tantos obstáculos? Inclusive a distância e uma avó (de Carly) que faz qualquer coisa pra afastar os dois?

A história é boa, porém o andamento foi muito rápido. O enredo poderia ser mais rico em detalhes, foi tão rápido que li em 4 horas. O jeito que foi contata parecia de uma adolescente de 14 anos apaixonado, o lado bom disso é que tornou a história mais real, sem aqueles romances totalmente impossível com caras perfeitos que não existem (rsrs). As reviravoltas e acontecimentos tornaram a leitura empolgante.
Como já disse, a história é boa, só a escrita que precisa ser lapidada.


Para saber mais sobre o autor, Paulo Cezar Borges, clique AQUI.

Leitura Dinâmica

14 fevereiro 2014

Leitura FAST, vale a pena ?


     Andei lendo artigos sobre leitura dinâmica. É um modo de ler mais rápido. E é claro, fiquei um tanto horrorizada. Vocês vão entender!
     É natural leitores sempre terem mais livros nas prateleiras e lista de desejos do que podemos  de fato ler. Compramos mais um ou outros nas loucas promoções antes mesmo de acabar o que temos em mãos. Talvez, e muito provavelmente isso seja um ciclo vicioso incurável, a não ser que você tenha o tempo do MUNDOO pra ler todos. Sorry :(

Mas o que me assustou foram essas tal "dicas". Coisas como:
* Nunca releia um livro* 
* Leia o enredo ou tente saber o desfecho e surpresas antes de ler o livro em si pra não perder tempo se surpreendendo* (Ahn! Oi ?)
*Leia por partes, não o livro todo. Pule diálogos chatos e explicações sobre o desenrolar da história*
* Pule palavras desconhecidas*
*Nunca volte as  páginas já lidas pra tirar dúvidas*

     E a pior de todas! FINJA QUE LEU! Tenha o livro, leia o resumo, se te perguntarem se já leu, saberá sobre o enredo mas nunca sequer passou da primeira página.

     Enfim! O QUÊ ? Foi isso que eu pensei quando li e vi que tem livros com esses tipos de dicas.
Afinal de contas... ler para mim é um hobby e não uma disputa de quantos livros leio em um ano sem nem ao menos lembrar sobre o que li. Faço isso pra relaxar e sonhar com a história dos personagens e por vezes me imaginar no lugar deles. 
A  cada livro que pego, dou uma chance de ser conquistada por uma história, e acredito que ela me dê muito mais em troca. Quando chegar o dia em que eu sentir que ler for uma obrigação pra mim, sinto que irei perder o prazer em faze-la. 
     Deixo claro que não sou adepta ou defensora desses métodos. Mas e vocês... já fizeram ou acham interessante tentar esse tipo de leitura dinâmica ? Deixem seus comentários.

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

Curiosidade: Destrua este Diário #2

13 fevereiro 2014
      Então, a um tempo atrás apresentei a vocês este curioso livro, quando ele ainda era novidade (AQUI). E naquela época fui um pouco... temerosa com a ideia da autora Keri Smith. Mas descobri que a minha mente não conseguiu ver a grandiosidade da coisa. E graças ao fato de que todos nós pensamos de maneiras diferentes que muitos adeptos da destruição sugerida por Keri me fizeram enxergar um lado completamente diferente e fantástico do livro.
      Vendo as destruições pela internet percebi que podemos obedecer o livro com muita criatividade, e não de forma literal. Achei fantástica a forma como muitos se esquivaram de estragar por completo o livro, e de contramão conseguiram transforma-lo em uma verdadeira obra de arte, sem fugir do que o livro ordenava.
      Por esse motivo resolvi voltar com o assunto mostrando uma ótica diferente da (minha) inicial. E enfatizando como o preconceito com certas coisas podem nos cegar. Estão de parabéns todos que conseguiram criar essa nova realidade pro livro, a autora com certeza está orgulhosa de seus leitores...

      Deliciem-se com alguma belas "destruições".
OBS: Todas as imagens foram retiradas do Facebook Destrua este Diário. Quer ver mais? Acesse a página.









Parceria com Luis Madureira

12 fevereiro 2014
      Parcerias, fico muito feliz de chegar aqui e dizer que conclui mais uma. Adoro ver o meu cantinho recheado de pessoas incríveis *---*. E hoje quem chega é Luis Madureira e seu livro Aparências.

Biografia:
Luis Madureira é formado em Economia pela Faculdade de Economia São Luís e cursou MBA pela Business School São Paulo e Universidade de Toronto.
Atuando no setor industrial, ocupou posições executivas em empresas multinacionais no Brasil e no exterior.
Incentivado por parentes e amigos, iniciou sua carreira como escritor em 2011, tornando-se autor da série AWARD, composta pelos romances policiais: Aparências, Joia Rara, Amor e Ódio, e Vida Nova.

Sinopse:

O que você, mulher, faria se o seu marido fosse assediado insistentemente por uma "amiga" sua? Pior ainda, o que você faria se o seu marido cedesse aos assédios dela?
E você, homem, o que faria se uma linda,charmosa, e fogosa mulher o assediasse seguidamente? Mesmo amando sua esposa, você conseguiria resisti aos apelos sexuais da outra?
Com a personagem Silvinha como pivô, esse tema polêmico é abordado de forma simples e divertida, prendendo a atenção dos leitores do início ao surpreendente final.

Contatos com o autor (links):
- Blog;
- E-mail: maduluis@gmail.com ou madu.luis@yahoo.com.br;
- Resenha.

Leitura do mês!

11 fevereiro 2014

 LER É O QUE TEM PRA HOJE.

     É, esse mês foi bem agitado. Muita coisa acontecendo, ou melhor... muita coisa que PRECISAVA acontecer. E quando se tem muitos problemas o que uma pessoa como eu faz? Lê! Pra relaxar! E olha que funciona bem hein. Esses foram  os que deram para ler nesse mês. As resenhas dos livros: Azar o seu! e Bruxas de Salem já se encontram aqui no blog. Em breve mais. Aguardem.




Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

Entrevista: Luiz Henrique Mazzaron

10 fevereiro 2014

Olá galera, tudo bem? 
Vim convidá-los pra um jogo, um joguinho nada inocente onde todo tipo de horror inimaginável é proposto a vocês. Topam? Da medo não? Pois bem, o autor Luiz Henrique Mazzaron convidou seus leitores a participar do joguinho com o livro Máscara - A vida não é um jogo.
O livro é incrível, medonho, macabro, e fantástico... e em uma entrevista ao Memórias de uma Leitora o autor conta tudo sobre sua carreira e o livro.

Bem vindos ao jogo...

Memórias de uma Leitora: Fale um pouco sobre você.

Luiz Henrique Mazzaron: "Bom, sou estudante e pretendo cursar Medicina. Amo livros, videogames, filmes e séries de suspense e terror. Comecei a escrever com 16 anos, enquanto cursava o primeiro ano do ensino médio."
MDUL: Quando decidiu que iria escrever um livro?
LHM: "Depois de ler E Não Sobrou Nenhum, da Agatha Christie. Minha professora de redação também me incentivava muito, e isso me fez arriscar e começar a escrever Máscara."
MDUL: De onde surgiu a história de "Máscara"? E quanto tempo levou pra escrevê-la?
LHM: "Surgiu a partir da minha paixão por tudo o que envolve filmes e jogos de terror. Procurei não só escrever algo focado no "terror", mas também beber de várias fontes e colocar um pouquinho de cada coisa na história. Tentei fugir da mesmice e busquei criar uma história diferente com personagens diferentes.Não lembro ao certo quanto tempo levou. Se não me engano, levei cerca de uns dez meses para escrever..."
MDUL: Por que uma história tão macabra/sombria?
LHM: "Eu sempre tive um gosto estranho pelo fantástico, pelo sombrio e pelo bizarro rsrs E sem falar na minha paixão por coisas do gênero, que vem desde a infância."
MDUL: Muitos leitores associam a história do livro ao filme Jogos Mortais, realmente o filme teve alguma influência?
LHM: "Com certeza! Jogos Mortais foi uma grande inspiração, assim como Silent Hill Resident Evil e Pânico."
MDUL: Alguma parte da história foi baseada em fatos reais ou pessoais, ou tudo é fruto da imaginação?
LHM: "A maioria das coisas partiram da minha imaginação louca rsrs mas claro que outros aspectos tiveram base em coisas que vi no dia a dia ou em filmes..."
MDUL: O que você deseja transmitir pra quem lê "Máscara"? 
LHM: "Desejo transmitir uma misturas de emoções, que vão da diversão ao pavor. Com a história e os personagens diferentes, quis passar ao leitor uma história intrigante e nova, que saísse do "lugar comum" da literatura. Os personagens foram pensados com o intuito de mostrar a diversidade existente na sociedade e nos altos e baixos que todo ser humano tem."
MDUL: Qual foi a maior dificuldade em lançar seu primeiro livro?
LHM: "Acho que a maior dificuldade foi encontrar uma editora que aceitasse publicar meu livro. Não são muitas as que dão chance aos novos escritores."
MDUL: Quantos livros compõe a série? Desde o início essa foi a meta?
LHM: "São seis livros no total. E não, nunca pensei que a série chegaria nesse número. Após o segundo livro, as ideias vieram furiosas e as coisas se desenrolaram de tal forma que a história se expandiu muito!"
MDUL: Como se sente vendo seus leitores sedentos pela continuação de "Máscara"? Inclusive eu (HAHAHA').
LHM: "Fico hiper mega super feliz!!! Eu não tinha grandes expectativas por vários motivos, mas o retorno que estou tendo dos leitores está me deixando sem palavras! É muito recompensador ver Máscara sendo tão bem sucedido."
MDUL: Fica feliz mesmo eles (leia-se NÓS) ameaçando invadir sua casa e roubar seu computador caso não lance logo a continuação? HAHAHA'
LHM: "Bom, no começo foi assustador, mas já acostumei e tomei as devidas providências para que a sequência fique em segurança hahahha"
MDUL: Tem alguma história nova brotando em sua mente?
LHM: "Siiiim, já tenho algumas (várias) ideias para um livro de fantasia! Não vejo a hora de começar, mas por enquanto tenho que focar no quarto livro, que já está na metade!"
MDUL: Quais são suas influências na Literatura?
LHM: "Agatha Christie, Justin Cronin, Richard Matheson..."
MDUL: Normalmente os escritores tem algumas manias pra escrever, entram em espécie de transe, etc... Que métodos você usa pra escrever?
LHM: Eu sempre escrevo ouvindo música e tomando chá mate. E de vez em quando saio para andar, assistir TV, jogar e depois retomo a escrita.
MDUL: Algo mudou na sua vida depois de seu primeiro lançamento? Atendeu as suas expectativas?
LHM: "Atendeu minhas expectativas e muuuito mais! Eu sempre fui mega tímido, e com o lançamento do livro, tive que aprender a ser mais aberto, mais comunicativo e tal. Sinto que aos poucos estou perdendo aquela timidez incrível que eu tinha."
MDUL: Pra finalizar. O que seus leitores podem esperar de "Máscara - vol. 2"?
LHM: "Podem esperar por mais jogos, desventuras, revelações e uma bela mistura de gêneros. Decidi me arriscar na fantasia, mas o bom e velho terror/suspense ainda está lá, reinando soberano. Me dediquei muito nesse livro. Espero que agrade :)"

Gostaria de agradecer muitíssimo ao escritor pela entrevista. E dizer que eu, assim como os outros leitores, estou na torcida pra que Máscara - vol. 2 lance o mais rapidamente possível... porque O JOGO NÃO ACABOU!!! 

Até a próxima :)

Lançamentos Fevereiro 2014

06 fevereiro 2014
Olá leitores, tudo bem?
Hoje trago pra vocês o lançamentos de fevereiro. Se janeiro já estava repleto de coisas boas, fevereiro veio pra acabar de vez com o nosso humilde dinheirinho. OH GOD!

Então... DELICIEM-SE.

Destaque:
A Menina que Colecionava Borboletas
Autor: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Página: 152 
Sinopse: Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e agora, finalmente, pode deixar que elas voem livres por aí.

Editora Arqueiro 

Editora Intrínseca

Editora Novo Conceito

Editora Novo Século

Editora Rocco

Editora Sextante

[Resenha] O Livro Perdido das Bruxas de Salem

05 fevereiro 2014
Autor: Katherine Howe
Editora: Suma de Letras
Páginas: 357
Classificação:
Sinopse: Connie Goodwin queria que 1991 fosse um ano exclusivamente dedicado aos estudos para suas dissertações de mestrado em Harvard. No entanto, por insistência de sua mãe, acaba indo para o interior do condado de Essex cuidar da reforma da casa da avó. Assim que se estabelece no antigo casarão, começa um mergulho inevitável no passado daquele lugar e fica especialmente interessada pela figura de Deliverance Dane, uma mulher reconhecida em sua época por curar doentes, receitando remédios e poções. É no condado de Essex que fica a famosa cidade de Salem, palco dos históricos julgamentos de 1692, quando mais de 150 pessoas foram presas e acusadas de bruxaria e mais de vinte condenadas à forca. O episódio, considerado um dos mais infames da história dos Estados Unidos, ficou marcado como um triste exemplo da histeria coletiva, disseminada por uma comunidade em busca de vingança. Em certos momentos, Connie tem certeza da existência de um 'livro perdido' que guardaria os segredos da misteriosa personagem. Seriam remédios? Feitiços? A solução desse enigma é o impulso da história do livro, que investiga até onde pode ir o preconceito de uma sociedade contra alguns dos seus membros.
Passado e presente
Como não se deve julgar um livro pela capa, este em especial escolhi apenas pelo título. Logo me interessei pois trata-se não só de uma história ficcional mas tem também um bom e apurado respaldo histórico com muitos "quês" de verdade.
Pode ser dito que a história gira em torno desse "livro perdido" que faz que Connie a personagem principal entre de cabeça em um mistério cercado de lacunas. Primeiramente por curiosidade e necessidade de iniciar sua tese para mestrado, porém com o andar da pesquisa se depara com relações muito mais profundas que apenas segredos históricos mas também vê a sua própria história sendo entrelaçada e interligada com um passado muito distante e um tanto sombrio e sem respostas.
Para quem aprecia um mistério macabro e gosta de História nada melhor que passar as horas com este bom livro em mãos. Hora se vendo na pele de uma pesquisadora, hora como um espectador no passado esquecido.

"- é como tocar música. Existe o instrumento. Existe o ouvido. E existe a prática. Junte todos esses elementos e você poderá tocar. Claro que tem também a partitura. Ela pode te guiar, dar indicações. Mas sozinha? Sozinha, são só marcas no papel."


Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

Parceria com Sávio Lopes

04 fevereiro 2014
Olá amores, o Memórias de uma Leitora está cada vez mais cheio de gente legaaaaaal, e eu fico muito feliz de trazer pra vocês esses super escritores o/
Desta vez vamos dar as boas vindas ao escritor Sávio Lopes e sua obra Deixe a Inglaterra Tremer.

Biografia:
Sávio Lopes nasceu em 1989 em Minas Gerais. Aos quatro anos de idade, mudou-se para Bélgica, onde passou a maior parte da sua infância. Voltou ao Brasil e em 2011 se graduou em Jornalismo pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Em 2012, iniciou o mestrado em Letras pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Pesquisador da literatura produzida por Jack Kerouac e da chamada Geração Beat, Sávio Lopes incorporou em sua obra elementos que acompanham sua formação. "Deixe a Inglaterra Tremer" é seu romance de estreia, inspirado pelas experiências que vivenciou em seu curto, mais intenso, período morando em Londres, entre 2009 e 2010.


Sinopse:
Embalado pelo ritmo frenético das letras das canções de rock alternativo que antecipam cada passagem do livro, "Deixe a Inglaterra Tremer" é o retrato de como Londres se tornou um polo multicultural nos últimos anos. Nosso narrador constrói e desconstrói diversos estereótipos culturais ao longo dos quatro meses em que esteve lá. Demonstra o processo de adaptação do jovem amargo que era quando chegou à cidade, nos levando à experiência do amadurecimento pessoal que somente a vida numa cidade repleta de possibilidades pode proporcionar. O contato com estrangeiros de toda parte do mundo, o intercâmbio cultural - nem sempre amigável ou bem-sucedido -, as amizades nascidas do sentimento em comum de se estar "sozinho no meio da multidão", as reflexões a cerca da própria vida diante de realidades tão distantes à primeira vista. Tudo isso transforma o livro numa explosão quase tão multifacetada quanto a própria vida na antiga Londres do novo século.

Contatos com o autor (links):
- Fan Page;
- Instagram;
- Resenha;
- Book Trailer.

[Resenha] Azar o seu!

03 fevereiro 2014



Classificação:
Sinopse: Parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, Bia está pensando em sua vida azarada. O motorista do carro ao lado tenta se comunicar com ela, mas Bia não o reconhece. Então, ele sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles se jogam lado a lado no asfalto. Certa de que está preste a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizersuas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia. Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade, e Bia, feliz consigo por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga. Nunca uma maré de azar foi tão engraçada!
Não é uma crítica negativa. Mas era de se esperar tamanha insegurança da pobre Bia (personagem principal) com tanto azar que a cerca. Disso já basta o título do livro. A vida de Beatriz é assim, uma maré de azar constante. Por vezes até dá pra se identificar com a falta de sorte dela, com cada situação constrangedora que se torna uma graça acompanhar. Enredo engraçado e espontâneo.
Até que daria pra aguentar tamanha má sorte com um rapaz tão charmoso e estonteante cheio de frases de impacto como o Guga o seu amor secreto de infância ao seu lado. Isso é claro, se ela soubesse que o "cara" (como o Gustavo se intitula pra esconder a verdadeira identidade) é o mesmo menino de 10 anos atrás com que ela teve o primeiro beijo e paixão. Eles são a mesma pessoa!

      Vale a pena pagar pra ler e horas chorar e rir e até mesmo chorar de rir com a história de Beatriz.


"... tem uma felicidade escancarada à sua frente, uma felicidade concreta, real. Não precisa nem correr. Mas está a ponto de perdê-la por se recusar a dar um passo."
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

Quote da Semana #11

02 fevereiro 2014
"'Não se envergonhe', meu velho pai costumava dizer, 'tem gente que vai usar isso contra você, mas não vale a pena se preocupar com eles'"
(Hagrid)

Harry Potter e o Cálice de Fogo - JK. Rowling (pág 334)
 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo