[Resenha] A Garota da Casa Grande

28 setembro 2014
Autor: Amanda Marchi
Editora: Novo Século
Páginas: 112
Classificação: 
Sinopse: O livro "A Garota da Casa Grande" é narrado por sua personagem principal, Georgia, que, sarcástica e ironicamente, apresenta-nos seu mundo através de seus belos olhos azuis. Presa na casa de sua avó em uma cidade pequena, onde não há nem ao menos uma shopping, ela se vê em uma rotina monótona até conhecer Alice, sua vizinha, não da frente, mas, da diagonal. Um romance, sobretudo, entre seres humanos, que lutam contra o preconceito da cidade pequena e de si mesmas.
 "A Garota da Casa Grande" foi adquirido através da parceria com a autora Amanda Marchi. 

Geogia é uma garota de 17 anos que vai pra cidade pequena visitar sua família, ao chegar lá todos expressam o quanto sentiram saudades, mas Georgia se pergunta como poderia sentir saudades de quem raramente vê ou fala.
A cidade estava um tedio total, não havia nada pra fazer, não acontecia nada de interessante, até que sua tia entra gritando dentro da casa falando da batida de carro que seu vizinho sofreu. Georgia correu pra sacana acreditando que isso seria a coisa mais interessante que aconteceria em suas férias. Até que ela a viu, Alice, a garota da casa grande, e então tudo mudou...
No dia seguinte, num passeio com o cachorro Max, Geogia e Alice se encontraram, a conversa foi curta, mas intrigou Geogia, que passou a se interessar pela garota. Os encontros passaram a ser mais frequentes e as duas se tornaram amigas. Enfim as férias de Geogia estavam valendo a pena, até que Alice confessou pra Geogia, e para si mesma, que era gay, e nossa protagonista a ajuda a se aceitar e se encontrar.  O clima entre elas estava cada vez mais nítido, e as duas, juntas, passaram a enfrentar o preconceito e as dificuldades de ser gay numa cidade pequena, onde o julgamento é triste e cruel.

A princípio me apaixonei pela capa, que é lindíssima, depois pela escrita da Amanda, que é muito gostosa, flui numa facilidade. E a história é extremamente fofa, Georgia é divertida, bem humorada na sua ironia, e a história de amor entre as duas é apaixonante, nos faz torcer pra que fiquem juntas. Com a história de Amanda entendemos que amor é amor, sentimento puro... e que devemos respeitar os sentimentos do próximo. 
E entendemos o quão cruel pode ser um ser humano desprovido de tal sentimento.
Amanda desnuda os preconceitos, fazendo quem for refletir sobre os nossos julgamentos, até compreendermos que pra o amor verdadeiro não existe certo ou errado. 

Recomendo muito a leitura, só lamentei o livro ser curtinho e o final :'( (quem já leu me entenderá). Muito bom e enriquecedor.

Para saber mais sobre a autora, Amanda Marchi, clique AQUI







Suzane Cruz
Suzane Cruz, 23 anos, baiana que mora na Cidade Maravilhosa. Potterhead, bailarina e formada em Design de Interiores. Andou vivendo o que lê e precisou de companhia.
1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

  1. Me apaixonei! Já entrou na minha listinha,hahaha :) Obrigada pela resenha,beijão! <3 :*

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo