Tour Tammy Luciano

30 novembro 2014
Olá galera, tudo bem?
Hoje irei falar de uma escritora muito especial para mim: Tammy Luciano. Tammy é atriz, jornalista e escritora dos livros Fernanda Vogel na Passarela da Vida, Sou Toda Errada, Garota Replay e Claro Que Te Amo!. Nesse último mês Tammy fez um tour por diversas cidades brasileiras lançando seu mais novo livro Sonhei Que Amava Você. E hoje a turnê se encerrou no Rio de Janeiro do qual tive o privilégio de ir. A princípio foi um delicioso bate papo intermediado por Mariana blogueira do Magia Literária onde Tammy contou sobre seus livros, como foi escreve-los, publica-los, e receber o retorno dos leitores, sobre a entrada na Editora Valentina..., rimos horrores ao saber dos perrengues passados na turnê, da reação da escritora a primeira resenha negativa, e aprendemos que nessas horas devemos contabilizar as coisas positivas e perceber que elas são bem maiores. Em seguida teve a sessão de autógrafos onde ganhei sorriso, abraço e uma ansiedade pela bienal (2015) compartilhada.

Estar com a Tammy é sempre muito agradável, ela nos contagia com seu bom humor, otimismo e força de vontade, nos recebe com abraço acolhedor e sempre vou embora com vontade de leva-la comigo. 

Desejo de todo coração um sucesso ainda maior com o novo livro, pois é merecedora pela sua dedicação.









[Resenha] Filhos da Senzala

18 novembro 2014

Autor: Silvânia Dias
Editora: Schoba
Páginas: 260
 Classificação:
Sinopse: Ele era branco, jovem e livre. Ela, uma belíssima parda, provocante e sedutora que nasceu escrava na Fazenda Cantareira, de propriedade do temido e impiedoso Capitão Bartolomeu Moutinho Esteves. Por intenso amor a ela, o ingênuo rapaz vendeu 12 anos da sua experiência ao diabólico fazendeiro e mergulhou no abismo sombrio e brutal do cativeiro, tornando-se o principal personagem de um sórdido drama.

A um tempinho recebi um e-mail super gostoso do qual já citei aqui no blog, a Editora Schoba convidou o Memórias de uma Leitora pra abraçar um de seus títulos e aceitamos, é claro. O livro chegou me encantando e depois de ler fiquei mais extasiada ainda. Então partiremos pro que interessa: a resenha.

Filhos da Senzala é um romance de época que acontece no ano de 1819. Conta a história de Francisco do Espírito Santo Junior, que morava com seu pai, sua mãe e o irmão gêmeo na Fazenda dos Suplícios. Até que sua mãe morre subitamente e na dor da perda Francisco resolve selar seu cavalo saindo da fazenda sem destino e sem volta.
Depois de dias nas estradas Francisco para em aposentos pra viajante e encontra Augusto Campos, um viajante que presta serviços pra Fazenda Cantareira. Na necessidade de ambos, Francisco passa a ajudar Augusto que o leva até a fazenda onde é contratado pelo terrível Capitão Bartolomeu Moutinho Esteves.
Moutinho tratava Francisco como escravo, destinando a ele todo trabalho duro e impiedosos da fazenda, já que ele era o melhor dos seus empregados. Nessa lamentação e sofrimento do trabalho na Fazenda Cantareira, nosso protagonista se apaixonada por Eugênia, uma parda linda, fogosa e que levava os homens ao delírio. Depois de muito tempo tentando conquistar a cobiçada Eugênia, enfim a escrava se rende a paixão.
E na paixão avassaladora Francisco vai pedir permissão ao Capitão Moutinho para se casar com a escrava. Porém o capitão não se desfaria assim tão fácil de sua escrava. Propôs, então, a Francisco trocar doze anos dos seus serviços pela alforria de sua amada. Francisco topou assinando um contrato sem saber que estava caindo numa brutal armadilha da qual só se daria conta doze anos depois.
A partir daí somos apresentados a um amor incondicional entre Francisco e Eugênia, uma crueldade descomunal do capitão Moutinho, uma história cheia de trama, dramas, companheirismo e amor. Durante o drama de Francisco também conhecemos outros personagens e histórias paralelas que agregam valor ainda maior ao livro, passamos a entender os motivos e caráter de cada um, seu passado e presente.

Silvânia Dias escreve de uma forma diferente do que já li, parece que estamos lendo clássicos mas de maneira limpa, da qual conseguimos compreender e acompanhar cada palavra. Não gosto muito de livros com poucos diálogos, mas Filhos da Senzala me calou nesse sentido, a leitura foi tão gostosa que eu clamava por mais tempo para ler, fiquei com gosto de quero mais Silvânia Dias. Eu me apaixonei pela escrita da autora, me apaixonei pela história, me apaixonei pela editora, tudo encantador.

Podem ler, podem ler sem medo, e compreendendo que o amor quando forte e verdadeiro vence qualquer obstáculos, qualquer barreira...

E gostaria de agradecer aqui a Editora Schoba pela oportunidade de ler algo tão enriquecedor, tão apaixonante. Muito obrigada pelo carinho e atenção.









Parceria com Carol Vasconcelos

16 novembro 2014
Olá lindezas, tudo bem? Hoje trago pra vocês uma nova parceria, desta vez o Memórias de uma Leitora foi escolhido pela autora Carol Vasconcelos para abraçar seu livro A Filha de Gaia, e eu fiquei extremamente feliz pela confiança. Então conheçam um pouco mais sobre essa autora fofa e seu livro.

Biografia:
Carol Vasconcelos nasceu em Natal, Rio Grande do Norte, em 03 de novembro de 1988. É psicóloga e autora do livro Contos do Mundo Mágico (Ideia 2010). No blog Arcos, Mascaras e Dragões escreve sobre o Mundo Mágico e a magia da vida. Carol espera ate hoje sua carta de Hogwarts e jura já ter visto fadas.

Sinopse:
Há muito tempo, quando a floresta ainda era jovem, viviam em harmonia os homens, os animais e as criaturas mágicas. Eles protegiam uns aos outros e dormiam à sombra de enormes árvores. Mas os seres humanos buscaram o poder, ficaram violentos. E o Mundo Mágico e o Mundo dos Homens, então, se separaram. Por muitas Eras, houve tentativas de unir novamente os dois mundos. Todas em vão. O Mundo dos Homens se tornou autodestrutivo com o passar do tempo. Agora, os habitantes do Mundo Mágico resolveram fazer mais umatentativa. Mas, talvez, os humanos tenham se esquecido de como ouvir a magia. Essa história não aconteceu tempos e tempos atrás. Ela vem sendo moldada nas Eras. E o que será contado aqui acontecerá num futuro próximo. Mas logo o planeta e até os imortais irão esquecer. Contudo, alguém lembrará.

Contatos com a autora:
- Blog Arco, Máscaras e Dragões;
- Loja Virtual;
- E-mail: escritoracarolvasconcelos@hotmail.com

[Resenha] Sombra de um Anjo

15 novembro 2014

Autor: Ana Beatriz Brandão
Editora: Novo Século
Páginas: 568
Classificação: 

Sinopse: Era necessário que a balança entre o bem e o mal estivesse equilibrada. E, para evitar que o nosso mundo fosse destruído pela ganância e pela sede de poder de Lucian, foi forjada uma arma capaz de decidir o destino da humanidade. Um corredor escuro, uma garota e uma voz misteriosa, sombras avançando em sua direção e, em um piscar de olhos, uma multidão de pessoas mortas a observando pacientemente, como se esperassem algo: é assim que vive Samantha Lyterin, uma garota aparentemente normal, mas assombrada por vultos e visões do futuro. Ela se vê de uma hora para a outra destinada a manter o equilíbrio em uma guerra em que de um lado estão os anjos, querendo proteger a humanidade, e, do outro, sombras que buscam incansavelmente a arma que permitiria a ascensão de Lucian.


"Sombra de um Anjo" foi adquirido através da parceria com a autora Ana Beatriz Brandão.


Samantha é uma garota, porém nada comum, desde pequena sua vida é conturbada. Tem visões perturbadoras do futuro, perdeu sua mãe quando nasceu, seu pai quando ainda era criança e sua madrasta já na adolescência, e todas as pessoas que se tornam importantes para ela acabam morrendo. Aos 17 anos a vida de Samantha nada mudou, foi para a faculdade e lá era conhecida como a estranha, continuava vendo sombras, ouvindo vozes e tendo visões que sempre se concretizavam. Até que conheceu Helen e finalmente teve uma amiga. Tempos depois conheceu Gabriel, mais conhecido como Gabe, que além de ser lindo e encantador, tinha como missão protegê-la das sombras que queriam capiturar a arma da qual Samantha inconscientemente era guardiã: a Caelestis.

Samantha e Gabe se envolvem num relacionamento amoroso e Sam descobre que seu amado é um Arcanjo e que ela está incumbida de equilibrar a balança entre o bem e o mal.  Claaaro que Samantha fica em choque, afinal para um solitária órfã se descobriu muito importante para a humanidade.

A partir dai somos apresentados a vários dilemas paralelos, Samantha e Gabe poderão ficar juntos? Quem vencerá a guerra entre o bem e o mal? Samantha conseguirá proteger a espada Caelestis?     

No decorrer da leitura conhecemos vários outros personagens que abrilhantam ainda mais a história.
O livro é bem gostoso de ler, são mais de 500 páginas que flui fácil e você nem percebe quando acaba. Confesso que foi totalmente diferente de tudo que li, mistura anjos, demônios, guerra, romance, descobertas... de um jeito totalmente inovador e me impressiona que essa imensidão foi escrita por uma autora tão jovem.

O desfecho da história é meio previsível, mas não acredito que poderia ser diferente. Fofo e lindo. Nao sou muito de falar sobre o design do livro, pois foco a resenha no que a leitura me fez sentir, mas ultimamente estou prezando por livros "decorados" e achei lindíssimo o livro ter o desenho de uma asa no início de cada capítulo, um encanto. E é muito bacana que a nossa jovem anjinha escritora já está indo para a segunda edição do seu livro. 
Recomendo muitíssimo.










Para saber mais sobre a autora, Ana Beatriz Brandão, clique AQUI.

Seja, faça a diferença.

05 novembro 2014
Mês de outubro foi outro mês memorável, o outubro rosa, lembram ? Inúmeros lugares apoiaram à causa, incitando a prevenção e suporte aqueles que passaram pela doença.

E isso me fez lembrar do livro a Culpa é das Estrelas que trata de uma menina com câncer. É a primeira vez que falo da história pós-filme. Admito que não chorei, porém me emocionei e saí do cinema parecendo que EU tinha perdido um amigo, sai de lá triste. Senti a morte do Gus quando assisti, um dos motivos é que enquanto lia o livro fui pega de surpresa com o acontecimento, por que eu achava (e me preparei) pensando que fosse a Hansel que fosse falecer. E de certa forma o John Green conseguiu passar além de uma história, sentimentos através do papel, criou uma proximidade entre personagem e leitor que de forma singela trás para nós uma reflexão da fragilidade e ao mesmo tempo resiliência do ser humano e que sim (infelizmente) poderia ser nós ou uma pessoa próxima em uma situação parecida. E é claro que essa obra merece meus elogios.

Porém escrevi este post estrategicamente depois do mês de outubro. Faz um tempo que venho planejando fazer isso, porém tive que me segurar e esperar para fazer tudo certinho. Não fiz isso por causa do livro e nem por causa da campanha acerca do câncer. Tomei essa decisão bem antes disso tudo, porém foi preciso paciência para o cabelo crescer. Fiz uma doação de cabelo para ajudar na customização de perucas para crianças com câncer.

Salientando que acho super importante a iniciativa, porém gostaria de mostrar através de um gesto que não é necessário um mês para se fazer algo especial ou ser especial. Não é preciso que você pense que pode acontecer com você ou que você pode ser posta em uma situação igual para tomar uma iniciativa. Apenas faça pelo outro! Não por que você teme precisar lá na frente mas por que você quis fazer algo à alguém. Esse é o ponto. E se o livro foi significativo para você então faça dele um exemplo, há várias formas de ser útil em diversas áreas. Essa foi apenas uma forma que achei que um agir e ser.









Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo