[Resenha] As Vantagens de Ser Invisível

18 março 2015
Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco Jovens Leitores
Página: 224
Classificação: 
Sinopse: Cartas mais íntimas que um diário, estranhamente únicas, hilárias e devastadoras - são apenas através delas que Charlie compartilha todo o seu mundinho com o leitor. Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento da escola, um local por vezes pressor e sinônimo de ameaça.Uma leitura que deixa visível os problemas e crises próprios da juventude.
As Vantagens de Ser Invisível é narrado por Charlie através de cartas para um destinatário desconhecido, ele tem 15 anos e uma vida monótona, não é nada popular e é extremamente tímido, além de ter que conviver com várias desafios como o suicídio de seu melhor amigo, a morte de sua amada tia, dificuldades na escola... e então passa a querer ser o protagonista da sua vida, e não o expectador.
Em casa Charlie passa por inúmeros dramas familiares, incluindo um avô que adora discussões em família, uma irmã que se mete com caras problemáticos, uma tia que passou por traumas... em compensação os pais de Charlie são muito amor.
As coisas mudam quando Charlie conhece Sam e Patrick, que são meio irmãos e tornam-se muito amigos dele. Sam e Patrick são jovens que acreditam que a vida deve ser aproveitada com intensidade, sem preocupações, aproveitando tudo e cada minimo segundo e acabam contagiando Charlie com essa ideia. Junto deles Charlie descobre o primeiro amor, as festas, drogas, sexo, bebidas e amizade verdadeira. Apesar de serem nada politicamente corretos são totalmente carismáticos e companheiros, totalmente amigos e parceiros, totalmente "quero eles pra mim".
Além de Sam e Patrick, Charlie conhece Bill - seu professor - que se torna um grande amigo, amigo que sempre o estende a mão e lhe entrega livros com títulos sempre incríveis que servem tanto para distrair seu leitor quanto para lhe dar lições de vida. A amizade criada entre os dois ultrapassa os muros do colégio e da gosto de ver, parecem pai e filho.
Com Sam, Patrick e Bill, Charlie descobre que pode ser livre, pode ser infinito, pode ser o que quiser e principalmente ser ele mesmo, que quando se tem amigos verdadeiros nada importa, só você e sua verdadeira personalidade.

Charlie é um jovem incompreendido e um tanto inocente, que é apresentado a inúmeras coisas aparentemente erradas, a caminhos que poderiam lhe destruir, mas ele, ao decorrer do livro, vai amadurecendo, aprendendo a seguir suas próprias vontade e a dizer "NÃO", aprendendo que não precisa agradar a todos para ter amigos.

O livro é bastante intenso, achei um pouco pesado em algumas passagens e não é bem o tipo de leitura que me agrade, mas eu compreendi que ele mostra a realidade, mostra a juventude/adolescência sem máscaras, sem "mimimi", mostra a verdade nua e crua e como costumam dizer, as vezes "a verdade dói". E foi isso, sou muito menininha, tento ser muito corretinha e chega a doer ver como agem e ao que estão expostos nossos jovens (entre drogas, sexos, bebidas e traumas) mas as vezes é necessário abri os olhos pra realidade e perceber que não vivemos em contos de fadas com flores, arco-ires e algodão doce...

Achei a leitura muito interessante, te faz refletir muito, principalmente sobre o comportamento das pessoas, compreender que cada ato tem um motivo palpável por trás... Ao fim percebi que o destinatário anônimo para quem Charlie enviada as cartas eramos nós, os leitores, e me senti amiga de Charlie, me senti sua confidente e íntima, e isso foi incrível.





18 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

18 comentários:

  1. Já queria ler este livro a algum tempo, agora fiquei mais curiosa ainda!

    Bjoss *--*
    ♥Perseguindo Meus Sonhos♥
    ♥FanPage♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniela, fico feliz que a resenha tenha aguçado sua curiosidade. Depois me fala o que achou.

      Beijos :*

      Excluir
  2. Também me senti uma amiga intima do Charlie quando conclui a leitura. Impossível não simpatizar com ele, amar esse personagem tão cativante. O Patrick me cativou muito, também, adoro esse personagem, ele deu leveza à história além de protagonizar alguns trechos bem cômicos, rsrs.
    Um dos meus livros favoritos, sem dúvidas.
    Adorei seu texto.

    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu o texto, Gabrielly. E siiiim, o Patrick é muito divertido e eu criei um carnho muito forte pela Sam, são muito amores.

      Beijos querida :*

      Excluir
  3. Apesar de já ter visto o filme, eu sempre quis ler o livro. Depois dessa resenha aí mesmo que eu quero ler
    BEijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que boooom kk fico feliz em te incentivar a ler o livro e eu estou louquinha pra ver o filme, é tão perfeito ver tudo que acontece ne. Demais.

      Grande beijo.

      Excluir
  4. Estou louca pra ler esse livro, mas todos me dizem coisas negativas, e é tão bom quando alguém te dá uma esperança dele ser bom!
    Vou ler e pronto rsrs.
    Adorei a resenha.
    Bjs
    http://myself-here1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, jura? Nunca ouvi falarem mal dele, sempre ouvi coisas maravilhosas.

      Mas não ligue pra opiniões, se vc sente vontade, vai fundo e leia. Depois me diga tudo.

      Grande beijos :*

      Excluir
  5. Fiquei curiosa para ler esse livro. Por enquanto, apenas assisti ao filme, que achei razoável.

    http://veredasdaarte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu estou louca pra ver o filme, Tamara. Espero que seja fiel ao livro.

      Beijão :*

      Excluir
  6. Fiquei meio confusa no início, mas depois comecei a gostar da leitura.
    Achei meio chocante no final, mas pelos acontecimentos esperava por algo mais sério mesmo.
    Enfim, é um livro que eu recomendo! =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, é um livro bem intenso e cheio de reflexões. Muito bom mesmo. Grande beijo :*

      Excluir
  7. Ganhei o livro de aniversário, li e amei, infelizmente o perdi não sei como.
    rebeldiaemv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain Marjorie, que pena. Tenta recuperar, comprar outro kkk nao pode ficar sem.

      Beijao

      Excluir
  8. Oi Suzane!!
    Ahhhh esse livro é muito amor kkkkkkkk
    Adorei demais tanto o livro quanto o filme,mas como de costume
    achei o livro mais completo e marcante.
    Beijos!!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cláudio.

      Sempre assim kkk o livro é sempre mais completo e marcante. Mas estou ansiosa pra assistir o filme.

      Obrigada pela visita, Beijão :*

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo