[Resenha] Jeff em Veneza, Morte em Varanasi

04 março 2015
Jeff Em Veneza, Morte Em VaranasiAutor: Geoff Dyer
Editora: Intrínseca
Páginas: 319
Classificação:
Sinopse: Jeff Em Veneza, Morte Em Varanasi - Em duas aventuras de viagem o autor aborda o desejo em todas as suas manifestações - o desejo de sensações, de fuga e de se tornar outra pessoa, seja por meio do amor ou da arte, seja através do entorpecimento ou da transformação espiritual. Na primeira narrativa, um jornalista inglês, Jeff Atman, vai a Veneza cobrir a Bienal de Arte. Ele não esperava conhecer uma irresistível galerista americana que transforma completamente seus dias na cidade, e o faz protagonista de um romance que provoca mudanças e revelações. Já a segunda história traz um narrador misterioso, que pode ser ou não o mesmo Atman visto em Veneza, e que tem sua estada ampliada na Índia, para onde seguiu em uma missão jornalística. Mas, o que seriam apenas alguns dias transformam-se em meses. Assim, entre turistas e peregrinos nas margens do rio Ganges, em Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia, ele passa de ator a observador. Torna-se testemunha do romance de um casal de turistas e de episódios que refletem prazeres aos quais renunciaria.
Jeff é um escritor freelancer que geralmente escreve sobre arte para alguns jornais e para isso foi mandado à Veneza para fazer a cobertura da Bienal de arte. O que para mim seria maravilhoso só pelo fato de estar lá para ele parece ser enfadonho e apenas um motivo a mais para frequentar festas das quais não sairá nada de produtivo. Saí de Londres rumo à ensolarada Veneza onde passa dias e dias perambulando entre um evento de arte e outro na Bienal e em dezenas de festas promovidas regadas a bebidas de graça (um dos grandes motivos para ele estar lá).
Nesse esforço para cumprir o seu trabalho, conhece Laura e tem um breve momento romântico -mais carnal que romântico- diga-se de passagem, que deixaria leitores de #50tons enrubescidos. E assim que os dias de bienal se passam ele é chamado à Veranasi para mais um trabalho.
Na segunda parte do livro, já na Índia, atrás de uma experiência que o faça sentir algo que possa inspirá-lo à escrever sobre aquele lugar tácito. A Índia um tanto decadente e suja vista pelos olhos de um turista como ele, logo acaba lhe servindo como um retiro espiritual difícil de entender em um local tão introspetivo como aquele.

Como não é um romance e ao contrário do que tendenciei a pensar não acontece um reencontro.-não é spoiler, apenas um alerta de amiga-. A segunda parte deixou-me um pouco mais cansada ao lê-lo a leitura se arrastou mais. Porém é nessa segunda parte que pude ver o personagem despido de tudo aquilo que presenciei em Veranasi, digo presenciei pois o autor realmente nos faz sentir que já estivemos nesses locais. Durante esse tempo e como se nós leitores fossemos a consciência de Jeff a acompanhar seus pensamentos e a visualizar aquele mundo com os seus olhos.

Bem descritivo em relação aos locais, quase um guia turístico que faz você acreditar que já viu esses lugares antes e até imaginar o sol escaldante de Veneza fazendo você suar e sentir o cheiro pungente de Varanasi lhes encher as narinas.




Eu diria que é um livro bastante lírico e dramático, mas que por fim mostra o retrato do ser humano e do que ele é em um mundo tão vasto.

Mesmo com tempestade seguida de apagão. Fiel à leitura sempre.
De tudo para entregar essa resenha à vocês.

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Ainda não conhecia nem o autor, nem seu livro. Mas achei a resenha super interessante! Acho que esse vai para minha lista de desejados!
    Beijos,
    http://saracavalcantes2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom Sara. Espero que seja uma boa leitura para você.

      Beijos!

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo