[Resenha] Kitty

04 maio 2015
Autor: Elle S.
Editora: Arwen
Páginas: 295
Classificação: 
Sinopse: Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo. Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse. Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercado de afeto e carinho pelo seu novo dono  e começa a cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto. Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance.

"Kitty" foi adquirido através da parceria com a Editora Arwen.

Kitty é uma humana amaldiçoada e transformada em uma gata cinzenta que vive nas ruas de São Paulo a 400 anos. Andava sempre se esgueirando pelos becos e buscando comida nos fundos de restaurantes. Conhecia a rua como ninguém, seus perigos e sua rotina. Até que certa madrugada, tentando dormir em um beco alguém atrapalha totalmente seu sono com sons de choro e vômito. Muito revoltada com a interrupção do seu sono de beleza, a gata sai de seu esconderijo na intenção de expulsar o estranho com o seu mais feroz sibilo. Mas o plano deu completamente errado quando o estranho a pegou no colo com curiosidade e afeição:
"Pobre gatinho. Também abandonaram você. Está sozinho. não é, bichano?"
Antes da gata expressar sua indignação por ser confundida com um macho, o estranho já a estava levando para seu carro dizendo que a partir de então não seriam mais sozinhos no mundo. A gata descobre que seu novo "amigo" se chama Eduardo (Duda), um ruivo lindíssimo, mas não estava interessada em apresentações, pois sua intensão era fugir assim que a porta daquele carro fosse aberta.

Ao chegar a casa de Eduardo a gata não teve a menor chance de fuga, ele a mantinha bem firme em seus braços, e aliás era muito difícil se concentrar quando ele afagava a sua cabeça daquela maneira prazerosa. Observando que a casa inteira estava fechada, ela decide que sua fuga poderia ser deixada para o dia seguinte, afinal aquele humano parecia estar sofrendo muito e precisava dela, além de a comida ser deliciosa e o carinho adorável. Nossa gatinha ainda precisava ir embora, fugir dali. Não podia se apegar a Duda, não podia sofrer e nem fazer mais ninguém sofrer, já passou por isso antes e a dor foi horrível demais para deixar se repetir.

Mas de alguma forma aquela casa lhe agradava e Eduardo a estava conquistando, mas não importava, ela precisava ignorar tais sentimentos e ir embora, era uma gata amaldiçoada, uma aberração, todos que conheciam seu segredo sentiam nojo e a rejeitavam sem pestanejar. Mas Eduardo era encantador, difícil resistir e ele adorava seu jeito teimoso, sarcástico e metido.

Kitty fugiu algumas vezes, mas sempre voltava para seu novo lar, num conflito eterno dentro de si. Essa parte era meio entediante, se tornava repetitivo os lamentos da gata por estar longe do homem que amava. Até que certo dia o ruivo diz as palavras mágicas que desencadeiam seu segredo e ela se transforma numa linda mulher, mas longe dos olhos de Duda, que ao encontrar a estranha em sua sala fica totalmente confuso e encantado.

A partir daí o livro fica ainda mais interessante, acontecem inúmeras coisas que nos faz querer saber como seria o desfecho da história, e torcer muito por Kitty e Duda. Kitty é extremamente engraçada, inteligente e sua revolta é muito divertida, a leitura foi tão gostosa que varei a noite lendo, rindo, torcendo, e as vezes querendo matar alguns personagens.

A história possui também personagens secundários indispensáveis, como Arthur, o melhor amigo de Duda e cozinheiro do restaurante Saborart e sua gata, Una. Alice, a ex de Duda, megera-bruxa-vadia. E Marvin, o gato também transformado que tenta ajudar Kitty em sua jornada sofrida. E eu me apaixonei por (quase) todos eles, são tão amor, tão fofos. Me apaixonei completamente pela história, o desfecho quase me matou do coração, preciso mandar minha conta do cardiologista para a autora. parece um conto de fadas. Recomendo muito a história. Saudades da Kitty <3

4 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

4 comentários:

  1. Adorei o blog ta lindo parabens !
    http://entreamigasfeminices.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Depois dessa sua resenha bateu uma super vontade de ler. Parece ser um livro muito fofo.
    Parabéns pela resenha!

    cantinhodayaah.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, fofo e surpreendente. Vale a pena.

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo