[Resenha] Cidades de Papel - John Green

08 julho 2015
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 361
Classificação:
Sinopse: O adolescente Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E, ele, é claro, aceita.


Eu sempre tive vontade de ler Cidades de Papel, afinal é do nosso divo autor John Green. Mas depois que foi anunciado o filme (que lançará próxima quinta , 09/07/2015) a vontade pela leitura aumentou. Com a proximidade da adaptação adiantei a leitura, pois sou daquele tipo de leitora que detesto ver o filme antes de ler o livro.


Cidades de Papel conta a história de Quentin Jacobsen, um garoto que está em seu último ano da escola, e que tem seu milagre; sua vizinha, paixão platônica, colega de escola e magnífica Margo Roth Spiegelman. Eles se conhecem a muito tempo e eram próximos na infância, mas acabaram se afastando com o tempo.

Margo é uma garota popular, cheia de amigos, com um namorado aparentemente perfeito e feliz. Q (como é conhecido) a ficava admirando sempre que tinha a oportunidade, relembrando suas infâncias, até que uma noite Margo aparece em sua janela de cara pintada de preto e o convidando para uma aventura. Q sempre foi cauteloso e de início recusou o chamado, mas era Margo Roth Spiegelman ali em sua frente, como dizer não?!

Os dois partiram para uma engenhosa aventura pela madrugada, com planos de vinganças a todos aqueles que mentiram, fingiram e magoaram Margo. Uma madrugada super divertida, cheia de perigos, adrenalina, peixes podres, mensagens, fotografias e cremes depilatórios as escondidas, incluindo ver do alto de Orlando toda uma Cidade de Papel.

Mas no dia seguinte Margo não estava na escola.. nem no seguinte, nem no seguinte, nem no seguinte,... E Margo, que gostava tanto de mistérios, se torna um mistério. No entanto, Q descobre pistas que aparentemente foram deixadas por Margo para ele, e isso foi o que Q precisava pra revirar sua vida de ponta cabeça e ficar determinado a encontrá-la e entender toda aquela loucura. Depois de reunir inúmeras informações, coloca seus amigos, Ben, Radar e Lacey, dentro de sua minivan e entra em outra aventura a procura de Margo.

O livro é extremamente divertido, ri horrores com os diálogos de Q, Ben e Radar. Os amigos passam boa parte do livro zuando com a cara um do outro e levando aquela loucura toda de maneira mais leve (principalmente o Ben, um retardado impossível de não amar!).
Só o final que não foi o que eu esperava (acho que não foi nem o que Q esperava). Eu imaginei suas hipóteses mas nenhuma das duas foi o que aconteceu. Não sei se gostei dele, ou se não gostei, posso dizer apenas que compreendi. Mas independente disso ele é muito dinâmico, as histórias vão se emaranhando e te envolvendo como teias de aranha, da qual você não consegue sair sem ser devorado (talvez por Margo?). Ouvi muitas opiniões ruins sobre esse livro e digo que depois de tudo ele me surpreendeu POSITIVAMENTE (o que é maravilhoso), E EU NÃO VEJO A HORA DE VER O FILME! OMG!!!!

Veja o trailer de Cidades de Papel, e o segundo também!




4 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

4 comentários:

  1. Estou louca pra ler este livro, tenho ele em casa mas o tempo que é bom nada! Você fez um ótimo resumo dele, gostei de ler!
    Beijos flor!
    blogdakarulina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Ana. É muito bom. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Grande beijo :*

      Excluir
  2. Eu adorei ler essa historia, eu gostei quase tanto quanto A CULPA É DAS ESTRELAS. Me fez pensar em muitas coisas da vida e mudar minhas perspectivas de vida, tudo parece tão diferente depois de ler ele. É um livro que (particularmente) me apaixonei e recomendo a todos. Adorei seu blog, já deixei em meus favoritos.

    Meu blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei muito, é exatamente como você disse, um divisor de águas apaixonante. Obrigada por sua visita, beijos enormes :*

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo