[Resenha] O Papai é Pop - Marcos Piangers

07 agosto 2015
O Papai é pop
Editora: Belas Letras
Páginas: 101
Gênero: Comédia
Classificação:
Sinopse: Então, você vai ser pai. Você sabe que precisa comprar uma casa maior. Tem que ter mais espaço pra criança. Tem que ter mais um quarto no apartamento. Tem que ter um berço novo, não pode ser aquele que a vizinha se dispôs a emprestar. Então você sabe que tem que trocar de carro, com seis airbags, no mínimo, ar-condicionado de fábrica. O que o humorista Marcos Piangers descobriu ao ser pai jovem é que essas preocupações não fazem diferença nenhuma. O que vale mesmo não é pagar pela melhor creche, se você é o último a buscar seus filhos. Não é comprar os melhores brinquedos, porque as crianças gostam mesmo é das brincadeiras que não custam nada. No fundo, o que importa mesmo, como os textos divertidos e emocionantes de Papai é Pop mostram, é você estar com seus filhos, não pensando em outra coisa, mas estar lá. De verdade. 
O Papai é Pop foi adquirido através da parceria com a Editora Belas-Letras.

Vai ser pai ou está pensando em ser? Leia  as crônicas do Piangers. 
Você já é pai? Leia esse livro também. Ah, e não seja piegas, por favor.

Bem vindo a família Piangers. Neste livro Marcos Piangers mostra o seu dia-a-dia de pai. Pode não ser fácil e talvez seja o maior desafio que você pode tomar para a vida, afinal de contas criar um mini ser humano não é moleza. Piangers descreve de maneira divertida as descobertas e travessuras de suas filhas. 
Ah, e a propósito, prazer em conhece-las Anita e Aurora. O papai de vocês arrasa!
"É como dividir uma casa com o pior tipo de inquilino possível. Do tipo que não guarda nada no lugar. Do tipo que fica acordado até às três da manhã querendo ver televisão. Do tipo que quer sempre dormir na sua cama, separando você e a sua mulher. Do tipo que te acorda com tapas na cara em um sábado de manhã. Do tipo que não paga aluguel"
Em meio a um mundo onde a tarefa de criar os filhos sempre é voltada para o lado materno e subestimam as habilidades masculinas no quesito cuidar de qualquer outra pessoa que não seja eles próprios, Marcos está aí para mostrar que pai presente é pop. Apesar do estilo pouco comum de sua aparência, mostra-se ser um pai que ama suas preciosas crianças e faz de tudo que puder para estar por perto. 

Sou muito suspeita para falar, tanto que escolhi esse livro justamente para saber o por que do título e de forma pretensiosa comecei a lê-lo pois eu considero o meu pai pop. Sempre tive o melhor exemplo ao meu lado. Meu pai que mesmo não gostando das mesmas coisas que eu faz questão de estar por perto desde a porta da escola até o primeiro bom dia pela manhã, aguenta as minhas indecisões eternas desde a escolha da faculdade até que roupa escolher no shopping, nunca disse nada que pudesse potencialmente me machucar e mesmo não sabendo o que dizer em certos momentos estava lá para perguntar se eu estava bem mesmo sabendo que isso não irá melhorar nada. Anita e Aurora, assim como eu nós fomos abençoadas com pais que se orgulham da gente e que nos orgulham.

Sensível e cômico em um mesmo texto. Ler os relatos me fez pensar que qualquer criança tem muita sabedoria a nós oferecer e que o seu pai pode ser o seu  melhor amigo. O livro contém ilustrações em diversas páginas, uma diversão que pode ser para você e seu pai.
"Toda vez que eu levo as minha filhas pra qualquer evento fica aquele clima: "Puxa vida, cara. Hoje tu tá de babá?".
E eu adoro responder:"Não. Tô de pai".









Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo