[Resenha] O Despertar do Príncipe #1 - Colleen Houck

23 dezembro 2015
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção / Fantasia / Romance
Série: Deuses do Egito | 1° volume
Páginas: 384
Classificação: 
Sinopse: O despertar do príncipe é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia. Colleen Houck é autora de A maldição do tigre, série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil. “Os fãs de Rick Riordan vão se divertir com esta fantasia. Uma narrativa incrivelmente bem pesquisada com um ar de mistério e romance.” — School Library Journal Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.
Lilliana Young é uma jovem com uma vida boa, estudiosa e que ama arte. Vive com seus pais numa numa vida cheia de regras, precisa ter aparências para a sociedade, mas Lilliana não parece muito satisfeita com tudo isso. 
Certa vez Lilliana decide estudar no museu, e é autorizada pelos funcionários, que aconhecem bem, a permanecer em uma ala ainda em montagem, a ala Egito. A jovem acaba por ouvir um barulho no salão deserto, e o que ela faz? Foge, claro, não é?! NÃAAAAAAAAO, a pessoa vai atrás do barulho! Chegando lá ela vê um homem estranho, usando apenas uma espécie de tanga. e o que ela faz? Agora sim ela sai correndo, Suzane, obvio! NÃAAAAAAAAAAAO, ela pergunta quem é o ser estranho que surgiu do nada! Típico de filme de terror, sabe?! O que dá na cabeça desse povo? Eles não sentem medo? G-ZUIS!!!
Depois de tentar dialogar com o estranho Lilliana finalmente consegue, e ao tentar ajudá-lo se da conta de que ele não age normalmente, mas acabou supondo que ele tinha algum transtorno mental e estava perdido. Até que em certo ponto Lilliana se sente ligada ao moço e descobre que o estranho se chama Amon, um príncipe do Egito mumificado que acordava após mil anos. Lily demora a acreditar em toda história, afinal é meio absurdo, mas ela acredita a partir do momento que vê seus poderes em ação... Amon revela a Lily que precisa despertar seus irmãos para realizarem a cerimônia de salvamento do planeta, e já que seus vasos canopos (onde são guardados seus órgãos vitais) não está por perto, ele precisa da energia da jovem para se manter vivo!
A partir dai Lily e Amon partem para uma aventura fantástica onde a jovem se descobre com uma personalidade totalmente diferente do que era acostumada. Existe uma Lilliana certinha e que morava com luxo em Nova York, e uma Lily que Amon revelou, forte, aventureira, cheia de vida e vontade, qual das duas ela irá preferir ser?

BOOK TRAILER:: O DESPERTAR DO PRÍNCIPE!


Somos apresentados a uma riquíssima cultura egípcia, é incrível a quantidade de ensinamentos reunidos no livro da Colleen. A narrativa em certo ponto me cansou, mas partindo pro final ela se tornou cheia de humor e ironia, e isso me conquistou muito. Obvio que Lily e Amon se apaixonariam, mas será que poderiam ficar juntos? Afinal Amon era uma múmia que teria de voltar ao seu sono profundo (de mil anos) em breve. E será que Amon conseguiria despertar seus irmãos e realizar a cerimônia? Será que o planeta seria protegido por mais mil anos? 
O desfecho me deixou empolgada pra continuação. É um daqueles livros que acabam do nada te instigando a querer saber mais, e já quero o próximo. O livro é bem diferente de tudo que eu li, afinal quem acompanha uma múmia assim de bom grado? kkk Mas me conquistou no seu desfecho. Sua pesquisa de tema foi riquíssima, só faltou ser um pouco mais eletrizante (para mim). Mas que venha o próximo!!!









2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Que resenha deliciosa, não achei palavra melhor para descrever, seus comentários me instigaram a leitura desse livro, que antes não havia me interessado tanto assim, adorei o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaaaaaaaaah que linda, fico tão feliz que tenha gostado. Muito obrigada, leia siiim, vai amar!

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo