[Resenha] Um Estudo em Vermelho - Arthur Conan Doyle

16 março 2016
Editora: Zahar
Gênero: Ficção / Mistério / Suspense
Páginas: 192
Classificação:
Sinopse: Publicado originalmente em 1887, Um estudo em vermelho chegou a ser considerado uma espécie de "livro do Gênesis" para os casos de Sherlock Holmes, pois marca não só a primeira aparição pública do detetive mais popular da literatura universal como o primeiro encontro entre Holmes e Watson. Ao buscar conhecer melhor seu novo amigo, em pouco tempo Watson vê-se envolvido numa história sinistra de vingança e assassinato...
Essa Edição Bolso de Luxo traz texto integral e cerca de 30 ilustrações originais.

Na parte um do livro Watson acaba de voltar de Londres em uma temporada no exército do Afeganistão, precisa arrumar um companheiro para dividir as despesas de um apartamento e encontra Sherlock Holmes que quer a mesma coisa. De primeira vista Watson fica impressionado com a capacidade de percepção de Holmes, ele conseguia descobrir só de olhar quem você é, sua profissão, o que faz, o que sente, e isso é incrível e misterioso aos olhos de Watson. 
Até que um dia chega uma carta para Holmes relatando um assassinato misterioso, os detetives não conseguiam entender como o homem havia morrido sem ferimentos e com sangue por todo o local e por esse motivo pediam a ajuda de Holmes.


Watson acompanhou Holmes até o local e ficou ainda mais estasiado com a discrição dele dos fatos, conseguindo deduzir como ocorreu o assassinato, a altura do assassino, sua idade e seu gênero. Watson questiona como ele fez isso, e ele ao explicar sua suposição diz que é apenas uma questão de observação do local.


Somos levados então a uma investigação minuciosa pelos acontecimentos e cada vez mais Holmes se aprofunda na história deixando os leitores embasbacados com seu talento. O que mais me impressionou é que as descobertas de Holmes tem fundamento quando ele as explica, não é aquele livro de investigação policial que está óbvio as coisas, ou as explicações não tem sentido alguma, não! O mistério é mistério mesmo, e o talento de Holmes é talento mesmo!! 
Até que chega um certo dia que um dos investigadores que está acompanhando o caso também chega a Holmes com mais uma bomba: mais um assassinato aconteceu, e pelo que parece, pelo mesmo assassino!!! Holmes recebe a notícia com muita naturalidade e minutos depois apresenta a todos o assassino!!!


Eu fiquei em choque porque naturalmente descobrimos o culpado no final da história, e dessa vez não, dessa vez tudo foi revelado na metade do livro!
Então chegamos a parte dois do livro, onde somo apresentados a história do assassino e seus motivos para realizar tal brutalidade.


O livro é super rapidinho de ler, consegui lê-lo em algumas horas e a edição da Zahar é linda demais, com ilustrações, capa dura, edição de bolso maravilhosa. O livro é muito bom na questão de investigação, super bem estruturado, mas não me animou muito, não tinha muita ação hihi (eu gosto de ação). Esse foi o primeiro livro escrito sobre Holmes, e eu espero que goste mais dos próximos pois pretendo ter toda essa coleção linda da Zahar!!

Vocês já leram? Curtiram o livro? Beijos galerinha, até a próxima!!
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo