[Resenha] Dez Coisa Que Aprendi Sobre o Amor - Sarah Butler

30 março 2016
Editora: Novo Conceito
Gênero: Drama / Amor
Páginas: 256
Classificação: 
Sinopse: Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

Dez coisas que aprendi sobre o amor é narrado por duas pessoas, é daqueles que cada capítulo um fala e podemos interligar as histórias.


Alice é uma mulher meio complicada, viveu sua vida longe de casa, viajando, se sente mais confortável assim, aquele lugar que seu pai chama de lar não a acolhe, ela não se sente amada por ninguém, se sente culpada pelo acidente de sua mãe, sente que seu pai a evita por lembrar dela e que suas irmãs tem vantagem por ter convido muito mais tempo com sua mãe. Porém ela precisa esquecer tudo isso e voltar pra casa, seu pai está definhando em uma cama, morrendo de câncer de pâncreas (que ela não sabe o que é) e a culpa por ter demorado tanto pra voltar a abate. Além de ter que encarar Kal e sua relação mal resolvida com o moço.

Por outro lado tem Daniel, um morador das ruas de Londres, ele se sente mais confortável ali do que nos quarteirões chiques. Ele está começando a sentir mal estar e teme que não dure até encontrar sua filha da qual escreve seu nome incontáveis vezes em um papel, mas nunca teve a chance de conhecer...


O que Alice e Daniel teriam em comum? Aparentemente nada! Mas ambos tem o hábito de criar listas com 10 coisas (como se sentem, o que queriam dizer, o que amam, o que odeiam...) e todos os capítulos do livro são iniciados essas listas. Mas com o passar do tempo descobrimos o obvio, Daniel é o verdadeiro pai de Alice! Isso explicaria muita coisa e ao mesmo tempo não explicaria nada! 

Daniel passa a vida procurando sua filha e ansiamos por isso o livro inteiro. Com esse reencontro talvez Alice pudesse se sentir parte de algo, se sentir feliz e acolhida, realocada no mundo... Como será que ela reagiria? Será que Daniel teria tempo de encontrar sua filha? Será que seriam felizes enfim?


O livro é ótimo no quesito mensagem, e eu não gostei nada no quesito enredo. Os pensamentos dos personagens se misturam e eu ficava perdidinha, não sabia mais do que estavam falando, e eu fiquei decepcionada por criar uma expectativa muito grande com ele. A diagramação do livro tem tudo pra ser uma leitura rápida mas eu me arrastei pra ler, não foi o que eu esperava. Mas se eu olha pelo lado da mensagem que o livro passa, ele é incrível. Somos levados a refletir sobre nossas escolhas e até onde elas nos levam, se valem a pena mesmo segui-las e como dentro da nossa família, da nossa casa, não conseguimos nos sentir acolhidos, como nosso refugio pode não ser um refugio e procuramos fuga la fora... é ótimo pra refletir!! O final eu estou ainda numa relação de amor e ódio com ele, prefiro não comentar e convidar vocês a lerem e debaterem comigo hihi 
Mas e vocês? Quais foram as dez coisas que aprenderam sobre o amor? 
Suzane Cruz
Suzane Cruz, 23 anos, baiana que mora na Cidade Maravilhosa. Potterhead, bailarina e formada em Design de Interiores. Andou vivendo o que lê e precisou de companhia.
2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Que livro lindo e a mensagem também! Amei a resenha.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Carol. Espero que goste da leitura. Obrigada pela visita 😘

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo