[Resenha] A Aposta - Vanessa Bosso

29 junho 2016
A Aposta
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Páginas: 288
Classificação: 
Sinopse: A primeira experiência amorosa de Nina não foi nada boa. Diante de tamanha decepção, a garota não quer saber de namorados e seu coração virou uma pedra de gelo. No colégio, os garotos lançam uma aposta a Lex, o grande pegador , daqueles que arrancam suspiros até mesmo de objetos inanimados. Será que ele, com todo seu poder de sedução, conseguirá conquistar o coração de Nina? De forma hilária e dinâmica, a autora levará os leitores a uma viagem inesquecível, na qual a amizade e o amor reinarão em absoluto... Até que uma vingança surja em cena para estragar tudo. Quem sairá vencedor? Façam suas apostas. O jogo está prestes a começar.

Nina é bonita e a sua beleza chama atenção, principalmente dos meninos. Ela é o tipo de garota tranquila que não curte muita badalação, focada naquilo que se propõe a fazer, aquele tipo que chamaríamos de' cabeça no lugar".
Lex é lindo de morrer as meninas babam por ele, e o pior é que ele sabe muito bem disso. Ele é o tipo de garoto problema que parece que a confusão sempre o acompanha, sempre metido no esquema da vez com os amigos, aquele tipo que chamaríamos de "rebelde".

Nina e Lex convivem no mesmo colégio mas em mundinhos diferentes onde eles são o completo oposto do outro. Um típico colégio em que os adolescentes se dividem em grupos onde cada um tem a sua tribo. Arruaceiros, nerds, patricinhas... em meio a esses grupos a turma do último ano do Prisma está preparada para a festa de fim de ano e a despedida da vida de estudante que todos desejam. A sonhada viagem longe dos pais em uma ilha para paradisíaca.

E é claro que em meio a tantos adolescente e hormônios a flor da pele alguma confusão teria que aparecer. O grupo de amigos de Lex decididos a esquentar as coisas para a viagem fazem a aposta das apostas e lança a mais difícil que Alexandre já enfrentou: conquistar Nina durante a viagem de formatura e com isso ele ganharia ele dinheiro suficiente para consertar a sua moto. Logo ela, Nina! A garota que tem verdadeira aversão a meninos e não suporta um deles dando em cima dela. E para piorar, a patricinha MOR da história "Bibi" ex de Lex tinha que estar no meio para arquitetar os piores planos possíveis. Por que para Bibi, se ela não puder ter o garoto que ela quer, ninguém mais o terá e ela irá se certificar para que isso não aconteça.

Nina fica fora de si ao descobrir a tal aposta, mas rebate! Ela precisa superar, não iria perder essa oportunidade. Ela vai se superar. Lança uma contra aposta: "Não irá se apaixonar por Lex" afinal de contas é um cara que ela não sente a mínima atração, não seria difícil, seria?
Apostas na mesa e todos os alunos na expectativa pelo desfecho. Duas pessoas difíceis em uma ilha e uma plateia enorme, uma empreitada que tem dia e hora para começar e acabar, basta saber o vencedor.
"Lex é o tipo de cara que saca as pessoas numa primeira olhada....Nina precisará esperar o jogo começar para detectar possíveis falhas no jogo de Lex.Ainda assim, ela acredita que o ataque é sempre a melhor defesa.”
Confesso que li esse livro com poucas expectativas. O livro é voltado para o público mais jovem. Um romance adolescente em um colégio que começa  através de uma aposta entre pessoas que se odeiam. Acho que já vi isso algumas vezes na sessão da tarde. Apesar disso a narrativa não  é chata. Mesmo achando que iria ser clichê, li este livro por que, adivinhem? Eu gosto de ver comédias românticas água com açúcar. Ele me surpreendeu, me fez rir durante a leitura com a enorme pirraça dos dois que fez eu lembrar como as coisas funcionavam no tempo da escola. A narrativa não é cansativa por que há outros núcleos de ação na história, logo não segue de forma linear apenas focado no romance do casal principal, tanto que eu acabei torcendo para os personagens secundário também para mau e pra bem. Achei muito certeiro a forma que a Vanessa Bosso escolheu para escrever a sua história, com uma narradora em terceira pessoa, agradou-me bastante. Ela consegui tratar de temas recorrentes  e mostrar que para tudo há um recomeço de uma forma ou de outra. Um ponto que eu daria como negativo desde o início da leitura seria a capa, mesmo sendo bonita não serviu para que eu criasse um vínculo entre ela e a história, está mas para um livro à La Nicholas Spark.

O futuro é incerto. Lancem seus dados e apostem!



Sorry - Jonas Brothers 


"Me desculpe
Por quebrar as promessas em que eu não estava por
perto pra cumprir
Está em mim
Esta é a última vez que eu te imploro pra ficar
Mas, você já está seguindo o seu caminho

Cheio de culpa, cheio de dor
Sabendo que eu devo ser culpado
Por deixar seu coração na chuva
E eu sei você vai embora
E vai me deixar com o preço a pagar"



Essa música começou a tocar de repente na minha playlist e percebi que por um acaso combina perfeitamente com Lex e Nina. 
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Resenha Cinematográfica] Como Eu Era Antes de Você

27 junho 2016
Data de lançamento: 16 de junho de 2016
Direção: Thea Sharrock
Gênero: Drama/Romance
Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.




Mais um filme riscado da lista. Esse ano está sendo sem dúvidas o ano que eu mais fui ao cinema. São muitas adaptações e diversas continuações em cartaz e estou com a agenda cheia de marcações até o fim do ano. Não teria como eu deixar de assistir esse sucesso literário da queridinha Jojo, ainda mais quando no elenco tem a Emilia Clarke e o Charles Dance (de Game of Thrones) e o Matthew Lewis (queridíssimo Neville Longbottom de Harry Potter).

Esse filme já faz você entrar na sala de cinema na expectativa de se debulhar em lágimas e apaixonar-se pelos personagens. Que fique claro que não li o livro -ainda- logo a minha opinião é meramente de uma espectadora.

Logo de início mostra rapidamente o que houve com o Will, o enfadonho dia de seu acidente (não é spoiler), não mostra muito da vida dele como era antes do incidente mas sabe-se que ele era empenhado em esportes radicais e fazia todo tipo de aventura. Depois de vários meses de tentativa de recuperação e fisioterapia (que não é mostrado no filme) Louisa Clark que está a procura de emprego acaba sendo escolhida para ser sua cuidadora.

Logo de início Will mostra ser uma pessoa totalmente ríspida com a tímida e tagarela Louisa, agindo como um menino mimado. Lou com seu jeito extremamente peculiar de se vestir e a sua falação sem fim, depois de um tempo consegue conquistar a confiança e uma certa amizade com Will, mas ele tem uma data definida na sua vida que ele mesmo marcou. Para ele não há sentido em ter uma vida ser propósito e sem perspectivava, já Louisa não compartilha essa mesma opinião.
"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível."
Faça valer a pena. Lou viu-se na obrigação de mostrá-lo que ainda havia motivos para viver, que poderia faze-lo mas de uma forma diferente. Ele teria que conhecer o mundo novamente. 
Singelo e delicado. Não achei um filme triste com ênfase na dificuldade de um cadeirante ou coisa do tipo. Mas sim uma história de descobertas e redescobertas, de criar laços e  de reflexão do que você vê e vive. É tocante e bastante emotivo, não me fez chorar, não mesmo! -mas eu não sou parâmetro para isso, não sou de me emocionar facilmente- mas me fez sair do cinema com centenas de questões e indagações em minha cabeça: E se eu estivesse no lugar dele? E se eu fosse ela, uma menina apaixonada?  

Pessoalmente sempre me perguntei se a pessoa que é capaz de tirar a própria vida seria muito covarde ao ponto de não conseguir encarar a realidade de viver ou se é extremamente corajosa de ter forças e coragem de conseguir fazê-lo.

O filme é cheio de momentos leves que fizeram todos rirem na sala de cinema, e o sorriso do Will? Ah, aquele sorriso! Fez muitas pessoas suspirarem, mas também com o ~divo Ed Sheeran na trilha sonora e quase covardia você não suspirar em cenas como essas.
Amei a forma que Emilia Clarke interpretou Lou, cheia de caras e bocas, deu uma singularidade ao personagem marcante e sem dúvidas fiquei com vontade de ler o livro.


De longe a minha melhor frase:
"Não pode mudar o que as pessoas são.
E o que eu posso fazer?
Amá-las"


Qual foi a opinião de vocês sobre o filme?
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Top 5] Cinco lições que podemos tirar do filme Alice Através do Espelho

24 junho 2016

Quem aqui ama e acompanha a maravilhosa Alice sabe muito bem que suas histórias são carregadas de emoção, amizade, amor, ação e principalmente muito ensinamento. E é nessa vibe que começaremos o post de hoje. Depois de voltar ao mundo fantástico do País das Maravilhas, em Alice Através do Espelho, e reencontrar tantos amigos queridos, percebi que o filme é repleto de lições que podemos levar pra vida. Então resolvi selecionar alguns para vocês se inspirarem <3

1 - Alice discute o feminismo
Ao voltar de sua viagem como capitã de um navio, Alice é questionada de que aquela não era um profissão para mulheres. Porém, com seu jeito forte e aventureiro, ela rebate sem se deixar abalar.

2 - A importância da família e do perdão
Em inúmeros momentos do filme somos levados a refletir o quão a família é preciosa e como um simples pedido de desculpas e a busca pelo perdão é essencial entre aqueles que amamos.

3 - O tempo não é seu inimigo
E pra explicar, tome essa citação pra refletir: "Sempre pensei que o tempo não era amigo de ninguém, hoje sei que ele sempre dá antes de tomar."

4 - Não podemos mudar o passado, mas podemos aprender com ele
Essa chega até a ser clichê; já vimos essa mesma frase batida por aí, mas ela é tão verdade que devemos dar mais um pouco de atenção, não dá pra mudar o que passou, mas evolua com ele!

5 - Pequenas mentiras podem trazer grandes consequências 
A mesma situação que originou essa lição pode trazer várias outras... mas contar seria um grave spoiler :/ Só saiba que até as pequenas mentiras podem se tornar um grandioso problema.

(um minuto de silêncio pra essa chuva de tapas na cara...)

Gostaram? Quem já leu Alice aqui? Tiveram outras lições? Me contem tudo nos comentários, vou adorar saber <3


[Resenha] A Garota sem Passado - Michael Kardos

22 junho 2016
A Garota Sem Passado Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense/Ficção
Páginas: 301
Classificação:
Sinopse: Num domingo de setembro de 1991, Ramsey Miller deu uma festa em casa para os vizinhos. Depois, assassinou a esposa e a filha de 3 anos. Todo mundo na pacata cidade de Silver Bay conhece a história. Só que todos estão errados. A menina escapou. Sob o nome falso de Melanie Denison, ela passou os últimos quinze anos escondida com os tios numa cidadezinha remota. Nunca pôde viajar, ir a uma festa na escola ou ter internet em casa, porque Ramsey jamais foi encontrado e poderia ir atrás dela a qualquer momento. Mas, apesar das rígidas regras de segurança impostas pelos tios, Melanie se envolve com um jovem professor da escola local e engravida. Ela decide que seu filho não terá a mesma vida clandestina que ela e, para isso, volta a Silver Bay para fazer o que nem os investigadores locais, nem a polícia federal, nem o FBI conseguiram: encontrar seu pai antes que ele a encontre.
Melanie vive rodeada de restrições em sua vida, foi privada até mesmo de usar o seu verdadeiro nome da qual foi batizada. Dentro de um pequeno trailer que divide com os tios, não tem uma vida social e tão pouco amigos, acesso à internet restrito e um endereço que dificilmente poderia ser encontrado.   Foi ensinada assim, a nunca falar sobre o passado, mesmo ela sabendo muito bem como ele fora e o que ele resultou em sua vida. Fugir do próprio pai! Um assassino que tirou a vida de sua mãe e acabou com o que ela conhecia como família. Os tios tomam a decisão de criá-la e mantê-la segura graças a um plano de proteção as vítimas eles conseguiam para manterem quase que anônimos depois que Ramsey não fora encontrado após o crime.

Mesmo que o jornais falassem o contrário, que ela havia desaparecido ou até mesmo sido morta; a pequena Melanie cresceu, tornou-se uma adolescente consciente de como as coisas deveriam funcionar ao seu redor. Mas por que ela que deveria fugir e esconder-se como criminosa uma vez que o verdadeiro assassino está aí fora podendo estar rondando-a. Grávida, Melanie decide pela primeira vez tomar um atitude, o seu filho não nasceria para viver escondido, ele iria apenas VIVER! A procura de respostas sobre o crime nunca solucionado ela vai atrás de pistas: um jornalista aposentado em um leito de hospital, um apresentador de previsão do tempo da tv, e os antigos amigos de Ramsey (seu pai).

Pistas ela não acha, mas ao revirar o passado parece que ele vem de encontro a ela e os problemas a submergem até que esteja de volta à setembro de 1991, dia do assassinato.

Nem precisaria dizer que há um tremenda reviravolta -típica de suspenses- mas é A REVIRAVOLTA!
As páginas iam fluindo em uma velocidade... os capítulos chegando ao fim e eu não conseguia ver que fim plausível essa história iria dar. Não seria possível desmistificar toda a trama da história em tão poucas páginas que ainda restavam - seria?

Uma linha de raciocínio totalmente lógica faz você ter certeza  de tudo que ocorreu em setembro de 1991 como se você estive naquela festa no jardim naquela noite, como se você visse acontecer bem na sua frente. Mas o crime de ano pode ser que não tenha acontecido daquela forma, mas como, se há apenas um suspeito?

Tudo indica que seja ele - por que não-
Afinal de contas a lista de contravenções de Ramsey era grande, centenas de problemas com a polícia, com álcool, brigas, ele nunca foi o tipo de cara certo até conhecer Allie. E ainda mais na época do incidente ele ficara obcecado com uma teoria de alinhamentos dos planetas em que o mundo tinha o dia  e a hora para acabar em um desastre épico - e esse dia estava próximo- segundo ele. Louco de pedra a ponto de vender seu caminhão que era seu ganha pão e fazer um festa para toda vizinhança -que ele nunca havia gostado- 
Estava tudo planejado.

Mas,
Um vislumbre...
Uma pessoa no local errado na hora errada....
Uma testemunha...
Uma carreira que não poderia ser afetada....
Uma omissão... fez todo um passado ser reescrito da forma errada.


Se eu contar mais alguma coisa acabarei revelando -o que para mim não foi nada óbvio desde o principio-
Certamente eu leria um outro suspense do autor que me surpreendeu, gostei da forma que ele vai liberando as informações durante a história e principalmente pelo final não ter sido óbvio. Achei a capa e o título perfeitos para o enredo.

"Mas atos simbólicos também eram importantes. Preencher um pedido de saque no banco não significava nada, mas vender um caminhão significava comprometimento. Finalidade"


" - Claro! Você e igual a mim: quando quer alguma coisa vai atras dela até conseguir. [...]
[...] - Está dizendo que hoje é o primeiro dia do resto da minha vida?
Allie ficou vermelha.
- Sei que é meio cafona, mas é verdade.






Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Resenha Cinematográfica] Alice Através do Espelho

20 junho 2016

Data de lançamento 26 de maio de 2016 (1h 50min)
Direção: James Bobin
Gênero: Fantasia
Sinopse: Alice (Mia Wasikowska) retorna após uma longa viagem pelo mundo, e reencontra a mãe. No casarão de uma grande festa, ela percebe a presença de um espelho mágico. A jovem atravessa o objeto e retorna ao País das Maravilhas, onde descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) corre risco de morte após fazer uma descoberta sobre seu passado. Para salvar o amigo, Alice deve conversar com o Tempo (Sacha Baron Cohen) para voltar às vésperas de um evento traumático e mudar o destino do Chapeleiro. Nesta aventura, também descobre um trauma que separou as irmãs Rainha Branca (Anne Hathaway) e Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter).


Quem lembra o final de Alice no País das Maravilhas sabe que ela conseguiu livrar-se de seu casamento arranjado para viajar o mundo à bordo de um navio. Este segundo filme mostra Alice como capitã e finalmente com os pés de volta à terra para visitar a sua mãe. Os problemas do mundo real impôe-se sobre ela, como: a casa de sua mãe que está sendo hipotecada, seu navio que estão querendo vender e seu amigo conhecido ex-pretendente Hamish Ascot.

Até que Alice é guiada por Absolem -como sempre de uma forma peculiar- para o outro lado do espelho que funciona como um portal para o Mundo das Maravilhas. A partir do momento em que há essa transição de cenários, logo sabe-se que estamos no lugar certo novamente, onde tudo parece funcionar de modo peculiar e de cabeça para baixo.



O Chapeleiro Maluco -meu preferido- encontra-se em uma depressão profunda de dar dó, toda a sua alegria e cores foram embora por que ele acredita que a sua família, perdida a tempos, está viva e é  isso que Alice está lá. Para ajudá-lo.

Neste filme reencontramos personagens queridos e conhecemos outros novos loucos. Alice embarca em uma jornada a procura da Cronosfera para viajar no tempo para consertar erros do passado e ajudar o seu amigo. Mas remexer o passado não pode ser tão fácil assim e ela se depara com verdades que nunca foram ditas e erros que parecem ser irreparáveis.


Há  diversas mudanças de cenários -lindos -que só em um filme de Alice poderia ser visto, personagens atípicos como o meu criador de adjetivos favorito, o Chapeleiro. Particularmente houve cenas um tanto agonizantes para mim, como no castelo da rainha vermelha em que aparecem lacraias fluorecentes -nervoso!- e as viagens no tempo que são feitas em um espécie de mar revolto -um pesadelo bem ruim para mim-


No clímax da história me vi como uma das crianças que encheram as salas de cinema, torcendo e cruzando os dedos para que tudo desse certo. Além de ter a querida lembrança do ator Alan Rickman que dublou a lagarta -que agora é borboleta-azul Absolen.

Maravilhosamente encantador. Alice Através do Espelho superou a expectativa ao conseguir levar o espectador mais uma vez para esse mundo de fantasia onde tudo e todos são fora do comum. Dá a impressão de que você pode deitar sua cabeça no travesseiro e imaginar o seu próprio mundo, por que como diria o chapeleiro: "Quem disse que os sonhos não são reais?"


Use sua imaginação e viaje para esse maravilhoso mundo onde tudo é possível! 

"Às vezes, eu penso seis coisas impossíveis antes do café da manhã" 


Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Cinema] "Extraordinário" ganhou data para sair nos cinemas

17 junho 2016

Extraordinário, escrito por R.J. Palacio é um dos livros mais amados da atualidade, e eu não fico feliz em admitir que ainda não o li (mas isso não durará muito tempo). E já que o livro é tão queridinho por aí, é obvio que a ansiedade pela sua adaptação para os cinemas seria grande.

E para acalmar (ou não) os corações dos fãs, o filme ganhou data para sair nas telonas do cinema. A Lionsgate confirmou que  estreia está agendada para 7 de abril de 2017, segundo Variety (é, gente, vamos ter que esperar um "cadin"). Julia Roberts foi confirmada para viver a mãe de Auggie Pullman, que será interpretado pelo querido ator mirim Jacob Tremblay, que ganhou o coração do público após sua atuação em "O Quarto de Jack".

"A trama gira em torno de August Pullman, um garoto que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros."

E aí? Ansiosos para mais essa história fantástica nos cinemas? Me contem tudo por aqui!!

[Resenha] Sedução da Seda (As Modistas 1) - Loretta Chase

15 junho 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Série: As Modistas #1
Páginas: 304
Classificação: 
Sinopse: Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon. Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna. O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas. Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.

Sedução da Seda é o primeiro volume da série As Modistas, o livro conta a história de Marcelline Noirot, a mais velha de três irmãs que são modistas em um ateliê em Londres. A família de Marcelline além de muito talentosa no que faz, é determinada e ambiciosa, usa todo o seu poder de persuasão para ampliar seus negócios. afinal tudo para Marcelline são negócios e ela toma como responsabilidade cuidar e proteger suas duas irmãs e sua filhinha Lucie. E elas trazem um histórico familiar de trapaças nos jogos e pequenos golpes, mas sem perder a classe.

Ao saber do futuro noivado entre o duque de Clevedon e lady Clara Fairfax, Marcelline enxerga sua chance de se tornar a modista de maior sucesso. Clevedon e lady Clara estão prometidos um para o outro desde suas infâncias e o duque pedirá a mão de Fairfax assim que voltar da Europa, e então, antes que isso aconteça Marcelline vai até Paris convencê-lo de que pode tornar a futura duquesa a nobre mais bem vestida de toda Londres causando inveja nas outras mulheres.


A princípio do duque acha aquilo tudo uma grande bobagem, quem se importa com roupas? Mas Marcellina é uma mulher determinada e está disposta a a fazer o que for necessário para provar ser a melhor modista do mundo (nada, nada modesta).

Tudo está indo perfeitamente bem até que o duque desenvolve um interesse maior do que devia por Marcelline, tudo nessa chama sua atenção, desde a maneira como se veste a maneira como se comporta, ela tem classe, apesar de sua posição social, e sua sinceridade e atrevimento o atraem fortemente. E é aí que tudo se torna interessante.

O duque é um homem bonito, elegante, e acostumado a ter tudo e todos que quer, porém Marcellina está certa de se aproximar dele apenas para fins lucrativos e não seria nada fácil seduzi-la. Ainda em Paris, Marcellina não dava sossego ao duque, sua sinceridade e insistências em ser modista de lady Clara deixava-o irritado e ainda mais desejoso de provar de seu veneno, era como uma droga. Marcelline também começava a desenvolver um interesse pelo duque, mas não poderia se deixar envolver com o futuro marido de uma de suas clientes, não poderia comprometer seus negócios dessa maneira, suas irmãs e suas filhas dependiam dela e sua loja precisava de clientes.


O livro é cheio de emoções, vários situações constrangedoras fazem com que ambos caiam na boca da alta sociedade e estava sendo um sufoco driblar os mexericos que rondavam Londres e não permitir sua loja ser destruída por eles. Além de tudo havia alguma traidora entre suas costureiras, alguém que estava roubando suas idéias e levando para a concorrente, e as irmãs Noirot precisavam resolver isso com urgência. 

Eu amo romances de época, e eu quis abraçar o livro da Loretta, é um romance que foge um pouco da mesmice de sempre, é autêntico e forte, assim como Marcelline. O livro não é aqueles romances que nos enjoam de tanto doce e rasgamento de seda, pelo contrário, é cheio de ações e emoções, cheio de passagens que nos deixam de coração na mão de tamanha expectativa, é cheio de mulheres fortes que lutam pelo que querem e não se contentam com menos do que merecem (e eu amei isso, suas lindas <3). 

Uma das personagens mais encantadoras é a pequena Lucie, filha de Marcellina de apenas 6 anos, apesar da tão pouca idade a garotinha já exala o dom de encantar e persuadir todos aos seu redor, e ela teve grande participação na história (Lucie, sua garotinha esperta <3). O duque me conquistou por ele ser tão carinhoso e generoso, todo seu cuidado e carinho com a família de Marcelline aqueceu não só o meu coração como o dela também, mas ela não se permitia ser digna dele, afinal ela acreditava que quando ele soubesse de sua linhagem familiar tudo mudaria.


Eu quero abraçar esse livro, abraçar a família Noirot, o duque de Clevedon e até mesmo a maravilhosa Clara. Acabei o livro suspirando horrores e o que me consola é ser uma série, então irei voltar para essa história incrível. Gente, minha resenha não fez jus a imensidão desse livro, é maravilhoso, cheio de vida, cheio de força e eu só posso dizer que Loretta ganhou mais uma fã <3 LEIAM!!!

[Evento] Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens - Elysanna Louzada

13 junho 2016

Oláaaaa galerinha, como vão? Hoje venho aqui com um post rapidinho para convidar o pessoal do Rio de Janeiro para um evento bem bacana. A escritora Elysanna Louzada está com presença confirmada para o 18º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens, que ocorrerá entre os dias 08 e 19 de junho, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro. A autora estará no espaço FNLIJ de leitura falando sobre seu livro infantil, Eu sou o Galo que saiu pela editora Paulinas.

EU SOU O GALO
Sinopse: Sinopse: Niquei é um galo jovem, ansioso pela cerimônia do Primeiro Canto. Mas ele está prestes a lidar com um problemão: na véspera, descobre que não consegue cantar! Desesperado, conta com a ajuda de seu melhor amigo Pankekas, o cãozinho, e de Tartrufa, a coruja, para trilhar uma jornada cheia de aventuras e perigos em busca de sua verdadeira identidade.

– 70 páginas – Leitor em processo
Temas: Coragem, persistência, superação, ousadia, criatividade, amizade, família.
Atenção professores: o livro possui material específico para trabalho em sala de aula.
Anote na agenda: 
Elysanna Louzada - Eu sou o Galo
14 de junho (terça) às 15:00 - Espaço FNLIJ de leitura

Saiba mais sobre a autora e livros publicados em:


[Semana Híbrida] Dia 07. Tag Híbrida

12 junho 2016

E a Semana Híbrida está chegando ao fim. E para fechar com chave de ouro vamos fazer uma TAG super bacana inspirada no livro. A TAG consiste em indicar um livro de acordo com a personalidade dos personagens de Híbrida, série escrita pela Mari Scotti. Pode ser respondido por escrito, vídeo, instagram, como desejarem e com livros lidos, desejados ou odiados, de acordo com o seu gosto.


- Elizabeth: Um livro que você leu (emprestado ou alugado) e nunca mais achou outro exemplar.
          O CAMINHO DO SOL, foi um livro que li a muitos anos atrás, que foi pedido como paradidático da escola e eu li emprestado de uma colega. O livro conta a história de uma garota que tinha uma família grande, com muitos irmãos, e tinha o desejo de sair da roça e ampliar seus horizontes, desejava seguir "o caminho do sol". O livro me marcou muito e nunca mais achei outro exemplar!

- Ellene: Um livro que você estava indeciso se seria uma boa leitura, mas foi até o fim para descobrir.
          UMA LIÇÃO DE AMOR, foi um livro de parceria aqui no blog e eu comecei a leitura sem dar nada pelo livro e me surpreendi muito. O livro é fascinante e muito emocionante. 

- Heidy: Um livro com um vilão que você detestou e torceu para que ele morresse.
          Isso é muito difícil, gente, tenho tendencia a amar vilões, hehehe. Mas eu diria que odiei a Kitty de O BANGALÔ, ôh garota invejosa do caramba!!

- Nicolae: Um livro com um personagem secundário importante para a trama e de quem você não sabia se confiava ou não.
          INSÔNIA da Mari Scotti. Não sei se posso considerar o Arthur e o Pietro como personagens secundários, mas eles me enlouquecem, não sei nunca em quem confiar, quem está falando a verdade ou mentindo, socorro!!!

- Milosh: Um livro com um protagonista destemido, porém depressivo.
          iiiih gente, não lembro de nenhum agora!!!

- Jacó: Um livro com um irmão mais velho ciumento.
          Corbin, de O LADO FEIO DO AMOR, hehehe. Chega a ser engraçado lembrar!

- Carol: Um livro que te deixou curioso e você deseja ler em breve.
          O ORFANATO DA SRTA. PEREGRINE PARA CRIANÇAS PECULIARES, gente, preciso! Ainda vai ter filmeeeee <3

- Tomás: Um livro que você amou e te decepcionou no final.
          DEZ COISAS QUE EU APRENDI SOBRE O AMOR, esperava mais do final :(

Espero que tenham gostado da semana e não deixem de se aventurarem pelos livros da Mari, são incríveeeeis. Beijos e até a próxima <3

[Semana Híbrida] Dia 06. Quotes Híbrida

11 junho 2016

Uma das coisas que eu mais amo nos livros é marcar quotes, por esse motivo ando cheia de post-its para marcar todos os trechos que me chamam atenção, me emocionam e me inspiram na leitura. E o livro Híbrida é cheio dessas passagens marcantes. Vamos ver algumas delas!


















[Semana Hibrida] Dia 05. Conheça os livros da Mari Scotti

10 junho 2016



GUARDIÃO
Série Neblina e Escuridão – Livro 2
Gênero: Fantasia urbana – romance
Editora: Novo Século
Sinopse: Ellene finalmente enfrenta o homem de seus pesadelos e descobre que eles têm mais em comum do que esperava. Ao mesmo tempo, o Guardião Millosh, determinado a
recuperar sua rainha e a segurança de seu reino, se vê sozinho ao deparar-se com traições e precisa confiar em seu inimigo para continuar sua busca por respostas. Unidos pelo passado, Millosh e Ellene são surpreendidos por um sentimento poderoso, impossível... e inesquecível. A determinação deles será colocada à prova, bem como a lealdade à raça. E lhes resta apenas a coragem ao se deparar com as revelações que os aguardam. No segundo livro da destacada série Neblina e Escuridão, amor e consciência não deveriam seguir o mesmo caminho.

Skoob | Primeiro capítulo | Onde comprar: Saraiva Amazon
“Paixão e lealdade duelam com revelações e mistérios, desenrolando essa sequência envolvente em que personagens se encontram com o passado, deparam-se com o amor e lutam por um futuro incerto para todo o reino. Tenho certeza de que Guardião vai seduzir muitos leitores!”
Keila Gon – autora da saga de cores

INSÔNIA

Série Nefilins – Livro 1
Gênero: Fantasia urbana – romance
Sinopse: Suzana perde os pais com oito anos de idade e foi a única sobrevivente do acidente que matou seus pais. Foi salva por alguém que ninguém acredita existir. Quando está perto de completar dezoito anos, coisas estranhas passam a acontecer. Dois rapazes surgem em sua vida, são misteriosos e parecem saber muito mais sobre ela do que deveriam. Ela precisa escolher entre um ou outro, mas não sabe que essa escolha mudará sua vida para sempre.



SONHOS
Série Nefilins – Livro 2
Gênero: Fantasia urbana – romance
Sinopse: A vida que Suzanna conhecia ficou para trás e suas escolhas terão consequências desastrosas sobre seu futuro.
Um julgamento foi preparado para condenar sua alma Nefilin e nele será revelada a verdadeira face do mal. Estará o anjo disposto a abdicar de sua posição, de sua alma pura, apenas para salvá-la?





MONTANHA DA LUA

Gênero: Romance de Época
Editora: independente
Sinopse: Há séculos uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s.
Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa.
Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir estes ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título.
Um homem marcado pela dor.
Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor.
O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas.
Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador.


DATA E EVENTO DE LANÇAMENTO
Bate-papo com convidados e sorteios
LIVRARIA SARAIVA – SHOPPING PAULISTA
11/06 às 15:00h

OBS: Quem comparecer ao evento de lançamento e comprar um exemplar de Híbrida, segunda edição (ou levar o seu, mas da segunda edição), ganhará um cupom para concorrer a um Kindle!

[Semana Híbrida] Dia 04. Playlist Híbrida

09 junho 2016

E chegamos ao quarto dia com uma das melhores coisas para se associar aos livros, MÚSICAAA!!! E a playlist de Híbrida não poderia ser melhor. Aumentem o som e curtam bastante!

Playlist:

Bubble Wrap - McFly


Someone Like You - Adele


Bella's Lullaby


A Thousand Years - Christina Perri


Glee Get It Right - Full Performance


Te Vi Venir - Sin Bandera


Que Lloro - Reik 


Talking To The Moon - Bruno Mars


Meu Eu Em Você - Paula Fernandes


Happening Again - The Veronicas


Decode - Paramore


Strong Enough - Stacie Orrico

Sabes - Reik


You And Me - Lifehouse


Amor Gitano - Beyoncé y Alejandro Fernandez


Mine - Taylor Swift


Breathe - Taylor Swift ft. Colbie Caillat



Curtiram o som? Não esqueçam de deixar a opinião de vocês aqui nos comentários! Até a próxima, terráqueos. Beijoooooooos :*

~//~


DATA E EVENTO DE LANÇAMENTO
Bate-papo com convidados e sorteios
LIVRARIA SARAIVA – SHOPPING PAULISTA
11/06 às 15:00h

OBS: Quem comparecer ao evento de lançamento e comprar um exemplar de Híbrida, segunda edição (ou levar o seu, mas da segunda edição), ganhará um cupom para concorrer a um Kindle!
 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo