[Resenha] Pecados no Inverno #3 - Lisa Kleypas

31 agosto 2016

Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Série: As Quatro Estações do Amor #3
Páginas: 288
Classificação: Sinopse: Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.
Galerinha, se eu já amava a série As Quatro Estações do Amor, agora é que eu estou apaixonada de vez!! Nós já lemos e resenhamos por aqui os dois primeiros volumes da série, Segredos de Uma Noite de Verão e Era Uma Vez no Outono. Pra quem ainda não conhece a série, ela conta a história de  quatro solteironas que se juntaram para conseguirem casamentos umas pras outras, começando pela mais velha de todas Annabelle, no primeiro volume, e no segundo casamos a maravilhosa Lillian.

Já no terceiro volume é dedicado a Evangeline Jenner. Evie é uma moça extremamente tímida que vive uma constante pressão por parte de sua família para que arranjasse um casamento e com isso desenvolveu uma gagueira que a impede de se comunicar com tranquilidade e mostrar seu verdadeiro potencial.


Descobrimos que a nossa Evie passou por maus bocados nas mãos de seus familiares que a impediam de ter contato com seu pai, que era dono de casas de jogos, além de a agredirem fisicamente e psicologicamente. Suas amigas não faziam ideia do que Evie passava, porém, nossa protagonista estava decidida a dar um basta em tudo isso, e é aí que entra Sebastian na história...

Sebastian St. Vincent é um conhecido libertino, todas as mulheres que passassem poucos segundos próximas dele estavam arriscando toda a sua reputação, porém o grande mulherengo estava desesperado por dinheiro. E foi após uma atitude nada honrosa de Sebastian no segundo livro da série (da qual não posso contar pois seria um enorme spoiler) que Evie teve uma grande ideia, iria propor casamento a Sebastian.


A proposta iria salvar a ambos, Evie se livraria definitivamente de sua família ambiciosa, e Sebastian obteria a herança que a moça logo receberia. Evie não queria nada de seu futuro marido, ela o deixaria livre para continuar a procurar por mulheres, apenas procurava por sua liberdade e exigia que ficasse perto de seu pai até que ele morresse.

Era uma proposta irrecusável, e sem pensar muito St. Vincent aceitou e partiram imediatamente para Gretna Green onde poderiam se casar sem nenhum impedimento. A viagem foi rápida, pois Evie tinha medo de que sua família a alcançasse antes de concluir seus planos e consumar seu casamento. Aliás, essa era uma das exigências de Evie, dormiriam juntos apenas uma única vez, para Sebastian não seria problema, afinal não dormia mais de uma vez com a mesma mulher.


Na viagem eles aproveitaram para se conhecer um pouco, e ambos começaram a se surpreender, Sebastian passou a enxergar a força e coragem que Evie possuía, aquela timidez escondia a mulher teimosa e valente. Evie enxergou em Sebastian um homem que se importava e até mesmo carinhoso.

Quando voltaram da viagem, já casados e consumados, Evie tratou logo de cuidar de seu pai que morreu rapidamente, e para seu espanto Sebastian passou a cuidar da casa de jogos. Nem Sebastian conseguia explicar o porque estava se importando tanto, mas sentia uma necessidade e um prazer em cuidar de Evie e de tudo que posse dela. Obviamente o casamento que era apenas de conveniências passou a criar laços que ambos negavam fortemente. E pra falar a verdade, eu amei demais como Evie torturava Sebastian negando tudo do que ele era acostumado a receber de bom grado.


A partir do momento que Sebastian passa a tomar as rédias da casa de jogos, acontecem inúmeras coisas. Muita ação, segredos desvendados, sentimentos encubados, e muita sedução. O livro é incrível e mostra de uma forma super gostosa a mudança literal que sentimentos fortes causam, mas que ao mesmo tempo tornam as mentes não preparadas para isso totalmente confusas. Como lidar com algo tão forte que você não está esperando? Será que o melhor caminho é mergulhar fundo ou se afastar desse estranho que te consome por dentro? 

O livro também fala indiretamente sobre perdão, sobre como o sentimento de abandono e negligencia pode destruir um ser humano, como o amor, compaixão e cuidado podem salvar o ser humano, são tantos acontecimentos e tantas coisas pra se falar que se eu não parar com essa resenha ela ficará enorme (mais do que já está). Mas para encerar eu gostaria de dizer que só precisamos de uma oportunidade e de compreensão para externarmos o melhor que temos dentro de nós!!!


Para ler resenhas de As Quatro Estações do Amor 1, 2 e 4 clique nas respectivas imagens acima!

[Cinema] Divulgada primeira imagem do filme A Bela e a Fera

29 agosto 2016

Todos já sabem que a Disney está fazendo uma adaptação em live-action do nosso querido clássico A Bela e Fera <3 E para nossa grande alegria foi divulgada a primeira imagem de Lumière, Cogsworth e Gaston, dublado por Ewan McGregor, Ian McKellen e Luke Evans.

A Bela e a Fera da Disney trará Emma Watson como Bela, Dan Stevers como Fera, além de contar com Emma Thompson, Gugu Mbatha-Raw e Stanley Tucci no elenco.

O filme tem estreia marcada pra 16 de março de 2017. Confira as imagens:


[Bienal de SP] Autores Nacionais

26 agosto 2016

A Bienal de São Paulo começa hoje e eu estou sofrendo! "Mas por que, Suzane?" PORQUE EU SOU DO RIO DE JANEIRO!!! #chorando. E como nós do Memórias de uma Leitora amamos de paixão os autores nacionais, vamos listar pra vocês aqui alguns que estarão por lá cheio de livros, abraços e carinhos. Infelizmente não será possível colocar todos aqui, mas gente, não deixem de explorar a Bienal e abracem todos por mim!!

SAMANTA HOLTZ
Autora de O Pássaro, Quero Ser Beth Levitt, Renascer de um Outono pela editora Novo Século. E lançará Quando o Amor Bater à Sua Porta pela Editora Arqueiro. 

Data: Sábado, 27 de agosto
Horário e local: 
- Das 11hrs às 14hrs / 16hrs às 20hrs / Estande da Arqueiro (F030)


Data: Domingo, 28 de agosto
Horário e local: 
- Das 11hrs às 14hrs / 19hrs às 20hrs / Estande da Arqueiro (F030)
- A partir das 17:30hrs / Autógrafos no estande Suzano (J080)

Data: Sexta, 02 de setembro
Horário e local: 
- Das 10hrs às 11hrs / Estande da Saraiva (D030)
- Das 14hrs às 15hrs / Bate-papo no estande da Submarino (H060)
- Das 16hrs às 20hrs / Estande da Arqueiro (F030)

Data: Sábado, 03 de setembro
Horário e local: 
- Das 11hrs às 14hrs / 16hrs às 20hrs / Estande da Arqueiro (F030)

Data: Domingo, 04 de setembro
Horário e local: 
- Das 11hrs às 14hrs / 16hrs às 20hrs / Estande da Arqueiro (F030)

BIANCA BRIONES
Autora da série Batidas Perdidas. Sessão de autógrafos do lançamento Como se Fosse Magia.

Data: Domingo, 28 de agosto
Horário e local: 15hrs / Estande do Grupo Autêntica (G049)





ANA BEATRIZ BRANDÃO
Autora dos livros Sombra de um Anjo Caçadores de Almas. Lançará O Garoto do Cachecol Vermelho. Distribuição de 200 senhas a partir das 10hrs no estande da Record.

Data: Sábado, 27 de agosto
Horário e local: 15hrs / Estande do Grupo Editorial Record (J060)





TAMMY LUCIANO
Autora dos livros Fernanda Vogel na Passarela da Vida, Novela de Poemas, Sou Toda Errada, Garota Replay, Claro Que Te Amo!meuip e Sonhei Que Amava Você e Escândalo. Lançará Diário de Amor Desenfreado e O Livro Delas.

Data: Sexta, 26 de agosto
Horário e local: 16hrs / Estande Qualis Editora (M079)

Data: Sábado, 27 de agosto
Horário e local: Das 14hrs às 14hrs / Estande da Livraria Leitura

Data: Domingo, 28 de agosto
Horário e local: 
- Das 10hrs às 13hrs / Área de Autógrafos 1 Sergio Machado
- 17hrs / Estande Qualis Editora (M079)
- 20hrs / Auditório Loyola Brandão

MARI SCOTTI
Autora dos livros Montanha da Lua , saga Nefilins e a saga Neblina e Escuridão (Híbrida). Lançará O Cobiçado.

Data: Sábado, 27 de agosto
Horário e local: 
- 13hrs / Estande Amazon
- 14hrs / Estande Novo Século

Data: Sábado, 03 de setembro
Horário e local: 
- 15hrs / Estande Amazon (Workshop de Escrita Infanto-Juvenil)
- 18hrs / Estande Amazon

LUIZ HENRIQUE MAZZARON
Autor de Máscara pela Novo Século e O Sol Perdido pela Editora Arwen.

Data: Domingo, 04 de setembro
Horário e local: - Das 12hrs às 13hrs / Estande Editora Arwen (N069)



ATHOS BRIONES
Romance de estréia Muito Mais Que o Acaso pela Editora Gutenberg.

Data: Domingo, 28 de agosto
Horário e local: - 13hrs / Estande Grupo Autêntica (G049) 

Data: Sábado, 03 de setembro
Horário e local: - 15hrs / Estande Grupo Autêntica (G049) 

[Resenha] Quando Finalmente Voltará a Ser Como Nunca Foi - Joachim Meyerhoff

24 agosto 2016
Editora: Valentina
Gênero: Ficção
Páginas: 352
Classificação: 
Sinopse: Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital psiquiátrico para crianças e jovens? Nosso pequeno herói não conhece outra realidade - e até gosta muito da que conhece. O pai dirige uma instituição com mais de 1.200 pacientes, ausenta-se dentro da própria casa quando se senta em sua poltrona para ler. A mãe organiza o dia a dia, mas se queixa de seu papel. Os irmãos se dedicam com afinco a seus hobbies, mas para ele só reservam maldades. E ele próprio tem dificuldade com as letras e sempre é tomado por uma grande ira. Sente-se feliz quando cavalga pelo terreno da instituição sobre os ombros de um interno gigantesco, tocador de sinos.
Joachim Meyerhoff narra com afeto e graça a vida de uma família extraordinária em um lugar igualmente extraordinário. E a de um pai que, na teoria, é brilhante, mas falha na prática. Afinal, quem mais conseguiria, depois de se propor a intensificar a prática de exercícios físicos ao completar 40 anos, distender um ligamento e nunca mais tornar a calçar o caro par de tênis? Ou então, em meio à calmaria, ver-se em perigo no mar e ainda por cima derrubar o filho na água? O núcleo incandescente do romance é composto pela morte, pela perda do que já não pode ser recuperado, pela saudade que fica - e pela lembrança que, por sorte, produz histórias inconcebivelmente plenas, vivas e engraçadas.

Quando Finalmente Voltará a Ser Como Nunca Foi é um livro complexo, e ao mesmo tempo simples demais. Quando começamos a leitura de um livro logo buscamos por histórias fantasiosas, fora da nossa zona de conforto, extremamente incomuns.., e quando nos deparamos com a realidade, com histórias familiares, que poderiam ser nossas ou de alguém conhecido, parece que o cérebro não assimila direito. Você fica meio zonza, confusa e achando que tem algo de errado, porque afinal você lê algo fora da sua caixinha. E esse livro é complexo porque conta uma história que pode ser sua, mas que não é por inúmeros detalhes.


O livro é narrado pelo filho mais novo de um médico e diretor de um hospital psiquiátrico. Joachim e sua família vivem no terreno do hospital, e ele cresceu convivendo na linha tênue entre a loucura e a sanidade.

A família de Joachim é aparentemente normal, mas olhada de perto e com mais atenção percebemos alguns comportamentos inusitados. O personagem narra como é seu dia a dia, as idas a escola, a relação com seus irmãos, que sempre o importunavam, já que ele é o caçula, como ele admira seu pai e como sua mãe era uma mulher tranquila e do bem, e como possuía um amor de irmão por sua cadela.


Somos apresentados a uma família que convive diariamente com a loucura, com comportamentos distantes do nosso cotidiano, afinal não é comum dormir com gritos vindo de todas as alas de um hospital psiquiátrico e tornar isso sua canção de ninar. Mas essa é sua realidade, essa é sua normalidade, receber os pacientes em sua casa como uma visita é tão natural para essa família que nos proíbe de encontrar estranhezas em seu modo de viver.

Não se tem muito a falar sobre o livro, é apenas a vida de uma família nada comum, que vivem em situações inusitadas mas mesmo assim é apenas parte do seu dia a dia. Você cria uma expectativa de que vá acontecer algo extraordinário, uma reviravolta emocionante e que vá da sentido a história toda, mas ela acaba e te faz exclamar: "QUE LIVRO LOUCO!!" E então agora eu penso: "Mas será que não é exatamente essa a intenção? Ser louco?!" 


O livro é daquele tipo que você termina confusa, e pensa em mil teorias. Eu acabei meio sedenta por respostas e fui procurar algumas resenhas para tentar entender, e percebi que as opiniões são bem diversas. Mas a conclusão que eu consegui tirar desse livro foi, O QUE É LOUCURA? Joachim e sua família vivem uma realidade diferente da minha, e talvez da maioria de nós, mas isso é loucura? Ser diferente é errado? É louco? A vida deles é tão comum pra eles que talvez a nossa vida seja a louca aos olhos deles. Loucura e sanidade é algo bem indefinido, assim como normal e anormal. É como perguntar para alguém que já nasceu com deficiência visual como é não enxergar.. Não faz sentido nenhum tal pergunta, afinal aquela é a sua realidade, é sua zona comum, sua normalidade. Conseguem entender ou andei viajando demais com esse livro? hihi


O livro é ótimo pra quem gosta de refletir sobre a vida, é perfeito para quem gosta de criar teorias, e é um prato cheio para quebrar preconceitos sobre o comportamento humano! E eu deixo aqui pra vocês a questão principal desse livro: "A loucura está do lado de dentro ou de fora?"

[Quotes] Frases de O Pequeno Príncipe para refletir

22 agosto 2016

Sabe quando você ama um livro e quer contar pra todo mundo o quanto ele é incrível e sensacional? Acho que é assim que a maioria dos leitores se sentem com O Pequeno Príncipe. Não tem como não se apaixonar pelo principezinho que nos faz enxergar além dos olhos. 

O Pequeno Príncipe é aquele livro que a cada leitura você compreende de uma maneira diferente, e é por isso que eu recomendo a leitura sempre que possível, vocês verão a diferença!! 

Então, para despertar em vocês aquela saudade gostosa, separei algumas frases do nosso queridíssimo livro para refletir e se apaixonar ainda mais!!

"É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar."
"Elas [as pessoas grandes] adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, as pessoas grandes jamais se interessam em saber como ele realmente é. [...] Mas perguntam: Qual é a sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai? Somente assim é que elas julgam conhecê-lo."
"É bem mais difícil julgar a si mesmo do que julgar os outros. Se consegues fazer um bom julgamento de ti, és um verdadeiro sábio."
"A gente só conhece bem as coisas que cativou - disse a raposa - Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!"
"As pessoas crescidas têm sempre necessidade de explicações... Nunca compreendem nada sozinhas e é fatigante para as crianças estarem sempre a dar explicações."

[News] J.K. Rowling publicará três e-books sobre Hogwarts em setembro

19 agosto 2016

J.K. Rowling, rainha de todo universo, ataca novamente. Como se já não fosse o suficiente encantar a gente com a saga maravilhosa de Harry Potter, agora ela resolveu matar a gente do coração anunciando mais 3 histórias sobre o mundo de Hogwarts.

Dia 6 de setembro será lançada a série de três e-books intituladas de "Pottermore Presents", e seus títulos são "Short Stories from Hogwarts of Heroism, Hardship and Dangerous Hobbies" (Historietas de Hogwarts sobre Heroísmo, Provações e Hobbies Perigosos), "Short Stories from Hogwarts of Power, Politics and Pesky Poltergeists" (Historietas de Hogwarts sobre Poder, Políticas e Poltergeists Panacas) e "Hogwarts: An Incomplete and Unreliable Guide" (Hogwarts: Um Guia Incompleto e Não Confiável).

"Os textos de J.K. Rowling nestas coleções revelam detalhes intrincados das vidas de seus personagens, suas histórias, assim como as inspirações dela", disse a presidente-executiva do Pottermore, Susan Jurevics, em um comunicado.

E os livros, além de serem encontrados em português brasileiro, será traduzida também para italiano, alemão, espanhol, japonês, francês e holandês. Vamos conhecer os novos queridinhos? 



Historietas de Hogwarts sobre Poder, Políticas e Poltergeists Panacas

O primeiro livro explora as raízes mais escuras do mundo dos bruxos. Vai aprender mais sobre os problemas que enfrentou o Ministério da Magia, os horrores da prisão de Azkaban e desfrutar de uma inteiramente nova peça original da escrita por J.K. Rowling em Horace Slughorn.
"Nenhum, Primeiro-Ministro trouxa jamais colocou os pés no Ministério da Magia, por razões sucintamente resumidas pelo ex-Ministro Dugal McPhail (mandato 1858-1865): 'seus pobres e pequenos cérebros não poderiam lidar com isso'." - J.K. Rowling 
"Estas histórias de poder, políticas e poltergeists panacas lhe darão um vislumbre pelo lado mais sombrio do mundo bruxo, revelando as cruéis raízes da Professora Umbridge, a verdade nua e crua sobre Ministros da Magia e a história da prisão bruxa de Azkaban. Você também irá se aprofundar nos primeiros anos de Horácio Slughorn como Mestre de Poções em Hogwarts - e sua familiaridade com um tal Tom Servoleo Riddle."


Hogwarts: Um Guia Incompleto e Não Confiável
O segundo, mergulha os cantos e recantos da própria escola de magia, desfraldando tudo, de detalhes sobre os fantasmas de Hogwarts, e o que acontece quando o Chapéu Seletor não pode decidir sobre a casa de um aluno. 
"O Ministério da Magia sentiu fortemente, no entanto, que para construir uma estação de trem bruxa adicional no meio de Londres desafiaria até mesmo a notória determinação dos trouxas de não notar magia até mesmo quando explodindo em suas faces." - J.K. Rowling
"Hogwarts: Um Guia Incompleto e Não Confiável o lava em uma jornada pela Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Você irá se aventurar pelos terrenos de Hogwarts, conhecer melhor seus moradores permanentes, aprender mais sobre lições e descobrir segredos do castelo... tudo com o virar de uma página."


Historietas de Hogwarts sobre Heroísmo, Provações e Hobbies Perigosos
O terceiro, trará novidades sobre os funcionários de Hogwarts. Há muito mais para descobrir sobre Trato das Criaturas Mágicas professor Silvano Kettleburn, bem como um novo pedaço de escrita de J.K Rowling sobre Minerva McGonagall, e sua participação na segunda guerra de bruxos.
"Minerva foi a deusa Romana dos guerreiros e da sabedoria. William McGonagall foi celebrado como o pior poeta na história britânica. Havia algo irresistível para mim sobre esse nome e a ideia de que uma mulher tão brilhante poderia ter uma distante relação com o bufão McGonagall." - J.K. Rowling 
"Estas histórias de heroísmo, provações e hobbies perigosos contorna dois dos mais corajosos e icônicos personagens das histórias de "Harry Potter": Minerva McGonagall e Remo Lupin. J.K. Rowling também nos dá uma espiada por de trás das cortinas fechadas da vida de Sibila Trelawney, e você encontrará o imprudente, amante de criaturas mágicas, Silvano Kettleburn durante a leitura."

[Resenha] No Meio do Caminho Tinha um Amor - Matheus Rocha

17 agosto 2016
Editora: Sextante
Gênero: Crônicas
Páginas: 174
Classificação: 
Sinopse: Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!' – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!
No Meio do Caminho Tinha uma Amor é um livro diferente daqueles que estamos acostumados. Não conta uma história apenas, é como se fosse diversos fragmentos de diversas histórias contidas em 50 pequenos textos sobre o amor. O amor que não existe mais, o amor que fora esquecido e aquele que ainda está florescendo. Simplesmente perfeito, logo, não tenho muito a dizer além das cinco estrelas e o coração de favoritado que já  deixa claro. 



Reflexivo e inspirador, Matheus Rocha consegue sim descrever com precisão cada sentimento que um dia já passamos ou iremos passar. Que o amor vem, acerta em cheio e às vezes ele passa, passa direto pela nossa vida e só deixa as marcas.

O livro começa do final, o final de um amor, passa pelo meio e termina no começo. Parece ser bem contraditório, mas a divisão feita entre os textos ficou muito boa. Como se ele começasse contando um rompimento de um relacionamento, transitando pela fase de luto -fossa- e chegando  à esperança de um novo começo.



Desde a divisão entre fim, meio e começo e os títulos dos textos  que fizeram eu ler esse livro de um dia para o outro. A capa é muito linda, em aquarela -assim como as borboletas que surgem no estômago quando nos apaixonamos- e as imagens a cada página são lindas, certamente o diferencial e que complementa cada trecho. É impossível ler sem marcar dezenas de quotes preferidos a cada capítulo. Não tenho muito à dizer, apenas que amei. Escolhi vários trechos que irão facilitar e exemplificar para mim o por que eu indico esse livro para todos os apaixonados e desencanados, o uso é livre!

"Não sei se todas as minhas palavras  são capazes de responder às suas perguntas ou se as minhas questões não soam mais tão interessantes."

"Às vezes me pergunto onde as nossas diferenças ainda vão nos levar. Mas agradeço por você não parecer tanto assim comigo. Fica mais fácil para achar mais motivos para admirar você. Para  me apaixonar."

"O amor pede uma honestidade que poucos têm."


"Engana-se quem pensa que felicidade é lugar a se chegar. Felicidade é o caminho. Quero seguir apenas o meu."

"Algumas pessoas têm pouco demais pra si para conseguirem ser capazes de dar algo a alguém . Por isso elas roubam a nossa felicidade. É para tentar encaixar em suas infelizes vidas nosso sorriso mais sincero."

"Sabe, custou muito, mas aprendi que o amor não é desculpa para duas pessoas ficarem juntas... A gente tem a mania de eternidade dentro do peito. O medo de que o presente não seja  suficiente nos faz prometer coisas como e estas,que nunca vamos nos deixar. Às vezes, até de malas prontas para partir. "

"Se eu já não sei mais como você passa o seu tempo, não mereço mais o estandarte de amigo. Entregue-o a quem merecer. Já cumpri a minha missão. Escrevi até onde deu a minha parte na sua história."

"Algumas pessoas inventam desculpas esfarrapadas quando não sabem dizer que o amor acabou."

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Coluna] O poder de um Spoiler

15 agosto 2016

Séries de tv chegando finalmente nos momentos finais, nos desfechos de suas respectivas seasons e a agonia de começar a eterna espera pela próxima temporada, ou seja... tudo de novo. Seis meses, um ano... a espera é sempre grande.

Estas pausas nas séries são ótimas pelo menos para mim, com isso eu consigo pegar mais livros para ler nesse período. Mas quando se fala de livros e filmes é inevitável correr de uma coisa! SPOILER!
Spoiler é aquela notícia que estraga -literalmente- uma cena que você ainda não viu ou não leu.

Ultimamente com a faculdade não tenho acompanhado as série episódio após episódio, logo acabo tendo que assistir a metade da temporada ou quiça a temporada inteira de uma vez. Mas não importa quantas manobras eu faça, eu sempre sou atacada por um spoiler. E a surpresa de assistir? Não tenho é claro!

Nunca me importei muito de receber um spoiler, para dizer a verdade eu até mesmo procurava por eles. E se você não é dessas, nunca, nunca procure conversar com um amigo aficionado pelo tema ou entrar em blogs especializados nesse tipo de série ou trilogia, o que seja. Parece ser óbvio, mas eu sempre me rendo e caio na tentação e acabo descobrindo meio que sem querer que o fulaninho principal da série morre! Para depois ser decepcionada -ou não- de saber que na verdade aquela morte foi apenas um sonho do personagem. Afinal, quem nunca foi enganado por um spoiler.


Das minhas experiências com o assunto posso dizer que sou especialista nata em acabar soltando um spoiler enorme sem querer, já fiz isso várias vezes, mas é sempre sem querer viu! Por isso que eu tenho o maior cuidado em revisar as resenhas que faço para o blog.

Com isso também já fui surpreendida, mesmo quando não queria. Já chegou ao ponto de eu receber uma ligação de madrugada por que uma prima não estava sabendo lidar com a morte de uma personagem principal do livro. Importante ressaltar que eu ainda não havia lido, estava ainda no primeiro volume e ela já estava nos finalmente da bendita trilogia. Agora pergunto, e eu? Como eu poderia lidar com isso?

E é exatamente isso, a esse ponto que eu queria chegar: o poder do spoiler é esse! Surpreender, tirar o sono e fazer você sentir a obrigação de assistir e ler o mais rápido possível para se certificar que o boato é verdadeiro. Pessoalmente já desisti de tentar fugir deles e também já aceitei que é humanamente impossível acompanhar tantas coisas no tempo em que são lançadas e ainda assim tentar ter uma vida social, então o que faço. Tento conviver com eles.
Mas o que ainda assim é inegável é o poder de um spoiler.
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Cinema] Divulgada primeiras imagens do filme Extraordinário

12 agosto 2016

A pouco mais de um mês atrás eu vim aqui no blog dar a excelente notícia de que o livro Extraordinário, do autor R.J. Palacio, se tornará um filme. Já ficamos muito empolgados, mas agora a euforia cresceu com a divulgação das primeiras imagens <3

Nas imagens que a revista People divulgou, podemos conferir o personagem Auggie, interpretado pelo indicado ao Oscar, Jacob Tremblay e sua mãe, vivida pela atriz Julia Roberts.

O longa será dirigido por Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de Ser Invisível. O roteiro ficará a cargo de Steve Conrad, de À Procura da Felicidade, e Todd Lieberman e David Hoberman serão os produtores do filme. A estreia está confirmada para o dia 7 de abril de 2017.

Preparem os lencinhos!!!









[Resenha] Sem Olhar Para Trás - Lycia Barros

10 agosto 2016
Editora: Valentina
Gênero: Romance
Páginas: 250
Classificação: 
Sinopse: O novo romance da escritora Lycia Barros narra um drama super comum da sociedade ao longo dos séculos. Um mal que acomete, principalmente, as mulheres. Afinal, quando coagidas, agimos de forma equivocada e facilmente somos influenciadas por nossos medos. No entanto, muitas vezes o sofrimento é o melhor remédio para acordar o espírito. E sempre há tempo para refazermos a nossa trajetória, onde algo surpreendente pode estar nos esperando no fim da linha. Esse é o foco da história de Agatha: é preciso força para recomeçar. As cicatrizes ficam, mas a força de reação é maior.


Quando um livro é ruim ou muito bom eu tenho um bloqueio para escrever a resenha dele. Confesso que tive dificuldades para escrever essa, o motivo são todas as cinco estrelinhas que tive que dar e o coraçãozinho de favorito. A Lycia já é uma velha conhecida aqui do blog, lembro que fui no lançamento do seu primeiro livro: A Bandeja e também tive a oportunidade de fazer uma entrevista com ela algum tempo depois, logo, fiquei muito feliz por mais um livro dela ser publicado em uma grande editora.

Uma coisa que eu já sabia quando o blog foi chamado para ser parceiro da Valentina é que a editora tem um apreço muito grande com as capas das suas publicações. Amei tudo! Os detalhes de cada início de capítulo e na parte superior de cada página, a contra capa, o título em alto relevo e o papel cartão escolhido para a capa é diferente também dos livros que estou acostumada a ter (é bem mas maleável). É perceptível que cada detalhe foi pensado e bem executado.


Trata de um tema bastante comum principalmente no Brasil, mas é o primeiro livro que leio com esse tema. Agatha é casada e tem um filho mas o seu casamento está longe de ser perfeito, normal já seria mais que suficiente para ela. Bruno seu marido, é lindo, um verdadeiro deus grego que faz as mulheres virarem a cabeça quando ele passa, conquistador e cheio de surpresas, tudo que uma mulher gostaria. Mas logo no início do relacionamento, assim que Agatha tomou a decisão que mais se arrependeu na vida: de deixar seus pais em Ribeirão Preto para morar junto de Bruno, ela foi percebendo a mudança brusca que a sua vida tomaria. Alguns meses foram o suficiente para ele mostrar o seu lado possessivo. Em um dia era um bouquê de flores que tinha para dar e no outro, caso fosse contrariado, um tapa na cara. A cada pedido de desculpas o perdão vinha fácil e tudo voltava ao normal, até o próximo ataque. Agatha tinha tudo, uma excelente casa, um filho companheiro e todos os luxos que o dinheiro pudesse pagar,  mas ela também tinha medo. Medo dos ciúmes do marido com o próprio filho, das agressões cada vez mais ferozes por motivos cada vez mais descabidos, além de ter que aguentar a infidelidade cometida por ele e seus diversos pretextos para ser como era.

Agatha foge, não poderia submeter mais  o seu filho Gabriel à aquela situação, afinal são mais de nove anos! Em boa hora ela recebe uma herança singela da tia falecida, uma casinha no interior, um local que acredita que nem mesmo Bruno encontraria.


Mal ela sabia que aquele local tão simples, longe de todo o luxo que ela tinha iria trazer algo que talvez ela jamais tivesse vivido: paz, companherismo e o entendimento do perdão. E que o amor pode ser um lugar seguro e de calmaria. E que você pode escolher o amor à dor. E Vicente estaria lá para mostrá-la. 
"Conversar com pessoas simples, ajudá-las de perto, abrir o coração, interagir... Isso, sim, faz a vida valer a pena. Pois, na verdade, todos precisamos uns dos outros, uma hora ou outra. Ela era prova viva disto."
Uma mulher de personalidade forte mas totalmente fragilizada no âmago de seu ser. Aquele momento que o abuso torna-se tão comum na vida da vítima que ela de fato começa a pensar que tem culpa e que merece ser tratada daquela forma. Um retrato tão verídico impresso nas páginas deste livro através das palavras.


Li este livro virando a noite por que não queria largá-lo. É um livro com poucas páginas, mas não acrescentaria nem retiraria nenhum capítulo. Todos eles foram bem dosados, e a história foi bem encaixada combinado partes do passado que precisaríamos saber para dar consistência no enredo e as partes em sua maioria no presente. Destaque para o romance que foi bem construído e mas uma vez, na medida certa. Nem houve muita embromação  para que desenrolasse nem foi muito rápido, timing perfeito; com cenas intensas e marcantes mas sem beirar o erotismo e sim apresentado de forma singela e capaz de arrancar suspiros.
"-Acho que já está na hora de virarmos essa página.
- Antes eu virava a página, agora eu queimo o livro todo.  Ela ameaçou ir embora mas Vicente a segurou pelo pulso.
- Este você não vai queimar.
- Só se eu tiver uma boa razão. Convença-me. "
Viram a dificuldade de escrever a resenha!? Quando me empolgo começo a escrever sem parar! O livro é repleto de quotes  que eu não poderia deixar de colocar aqui. Como sempre, Lycia Barros consegue trazer temas cotidianos para as páginas de seus livros e dar o seu toque especial e ministrar um lição encorajadora. Mostrou que às vezes é necessário sair de perto do problema, distanciar-se sem olhar para trás, por que às vezes a felicidade está a um passo de distância.


"Deus preferiu criar os homens à sua imagem e semelhança, que o amassem de livre escolha, assim como Ele nos amou desde o começo. E escolhas precisam de consequências, boas ou ruins. Uma escolha sem consequência não seria autêntica."
Para vocês verem como o livro me inspirou... criatividade de leitor voa alto. É bem difícil eu ter um personagem em mente quando leio um livro. Mas para mim desde o começo esses foram os protagonistas para mim, se tivesse que escolher os meus eleitos seriam eles.

Vicente / Jeffrey Dean Morgan



 Agatha / Taylor Schilling




Obs: Ignorem a cor do cabelo

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo