[Resenha] Nove regras a ignorar antes de se apaixonar #1 - Sarah MacLean

19 outubro 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Série: Os Números do Amor - livro 1
Páginas: 384
Classificação:
Sinopse: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.
Lady Calpúrnia tem 28 anos e debutou a 10 anos atrás, porém, ainda não conseguiu encontrar um pretendente. Callie é um exemplo de boa conduta feminina, filha mais velha de um conde e ama ler romances e se imaginar neles. Mas sua reputação impecável a faz repudiar qualquer forma de arriscá-la, e além disso não possuía os padrões de beleza da época. 


Já sua irmã mais nova encontrou o amor no seu primeiro baile e se casará em breve, e eu achei que Callie fosse ficar frustrada, mas não, ela está radiante por deixar de ser o centro das atenções de sua mãe. Até que certo dia Callie escuta sua irmã conversando com o noivo sobre o futuro de Calpúrnia, e foi aí que ela percebeu que ser recatada não lhe traria vantagem alguma e decidiu criar uma lista com nove regras para ser ignoradas e quem sabe se sentir viva pela primeira vez. A lista continha atividades que não eram permitidas para mulheres, muito menos uma dama, mas Callie já não dava mais importância para isso, porém, tudo deveria ser mantido no mais profundo sigilo.


Com sua lista em mãos, Callie decide que era hora de colocar o número um em prática, e é aí que entra o marquês de Ralston.

Gabriel St. John, o marquês de Ralston, é o maior libertino de Londres, e é por esse motivo que Callie o procura, afinal um libertino não se negaria a ajudá-la a quebrar regras. Por outro lado, Gabriel acaba de descobrir que possui uma meio irmã, Juliana, filha de sua mãe que abandonou a família quando Gabriel e seu irmão tinham apenas 10 anos, fazendo com que seu pai morresse literalmente de dor e sofrimento.


Juliana Fiori era filha de um mercador veneziano que após a morte a deixara com suas posses, e não havia dúvidas de que ela era de fato sua irmã, afinal era a imagem e semelhança de sua mãe. Só que agora Gabriel é quem era responsável por casar Juliana, e para isso, precisava de alguém que a tornasse uma dama irreparável para apresentá-la a sociedade. Por esse motivo, a visita inesperada de Callie a casa de Gabriel caiu como uma luva.

Após saber as más intenções de Callie, Gabriel propôs um acordo, ele acabaria com a reputação de Callie se ela transformasse sua irmã numa verdadeira dama londrina. Logicamente o acordo foi selado, porém Callie tinha plena consciência que ficar perto de Gabriel iria ser uma tarefa bastante perigosa.


Romances de época tem a pré-disposição de serem todos iguais, mas posso dizer que Callie é uma agradável surpresa. O livro é bem diferente, tendo seus momentos clichês mas que só abrilhantam a história. Nós nos aventuramos de verdade com Callie, e ficamos na expectativa para a próxima regra a ser quebrada. É uma leitura muito gostosa, envolvente e sensual na medida certa. A narrativa é em terceira pessoa, tendo ora a visão de Callie, ora a de Gabriel, sendo prazerosa em ambos.

O interessante é que o livro tem uma temática feminista de uma forma bem presente, Callie questiona várias vezes os privilégios masculinos, principalmente em 1823, e é libertador ver ela rompendo essa barreira e mostrando que podemos fazer o que quisermos.


Nove regras a ignorar antes de se apaixonar é o primeiro volume da série Os Números do Amor onde cada um aborda sobre um casal. O segundo volume, Dez formas de fazer um coração se derreter, já foi lançado pela editora Arqueiro e em breve estará aqui no blog também. Ansiosa para me aventurar por mais Sarah MacLean <3


Para ler a resenha de Os Números do Amor 2 clique na imagem acima!

4 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

4 comentários:

  1. Que interessante! E a ideia de os brincos e o espelhinho provençal na foto ficou uma graça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah que alegria ver que você reparou na minha ideia dos brincos e espelhos. Que bom que gostou da resenha e das fotos ❤️❤️❤️

      Excluir
  2. Amei a resenha^^ Parece muito legal esse livro.
    As fotos ficaram lindas!!! parabéns!!
    Te marquei em uma tag no meu blog,espero que goste,amo seu blog.
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/p/blogs-preferidos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou da resenha e das fotos ❤️❤️❤️❤️

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo