[Resenha] Muito Amor, Por Favor - Um sentimento em quatro elementos

09 novembro 2016
Editora: Sextante
Autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho, Matheus Rocha
Gênero: Crônicas
Páginas: 239
Classificação: 
Sinopse: Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. 




Esse é aquele tipo de livro que faz eu me sentir livre, sabe? Aquele tipo sem um enredo definido, sem uma linha cronológica de história. Me sinto livre para começar a ler pelo meio ou até pelo último capítulo ou ir lendo de forma terapêutica, aos poucos e em pequenas doses. Assim como (prepare-se!) é aquele livro que é impossível não marcar uns dez quotes. E além disso, é um livro difícil de ser resenhado, então esse é o meu desafio.


Muito Amor, Por Favor é um apanhado de textos de quatro autores, alguns deles eu já  conhecia e outros foram uma feliz surpresa. E o tema é... o amor! O amor contado de diferentes pontos de vista, de diversas experiências e vivências e dividido nos quatro elementos essenciais: fogo, terra, água e ar.


Ele te faz refletir, sentir e reviver algumas coisas que você a muito havia esquecido, ou fingido que não lembrava mais. O amor no seu primeiro estágio, leve como a brisa. O ar, aquele gostar de alguém que na verdade não sabe se é correspondido e gosta tanto que não tem coragem de pergunta para não perder aquilo que você já não tinha. Aquele amor que é como fogo, uma paixão avassaladora que  consome por completo e que ao fim se a chama não se manter acessa sempre, aquele fogo que se não for contínuo, ele queima e se instigue, assim como o fogo e a pólvora que juntos não duram. E sabe aquele amor que pode ser como água? Pode ser avassalador como uma tempestade mas após o alvoroço vem o arco íris para abençoar ou também aquela garoa que sempre é bem vinda depois de um dia de calor intenso. E o amor terra, seguro e acolhedor que faz você sempre querer voltar para ele, por que lá você sente que você pode ser você, mesmo com as suas inseguranças.


Essas são considerações que vocês não vão encontrar nas páginas do livro, por que foram considerações minhas, a reflexão que fiz para mim ao ler.

O amor é assim, diferente para cada um. Pode ser terra, água, fogo, ar ou tudo isso junto por que ele não tem regras e não deixe que ninguém as imponha no seu tipo de amar. Mas de tudo o que sei é que amor foi feito para ser compartilhado, para traspor, transbordar dentro de cada um, mesmo que seja pelas páginas de um livro.


E olha a ironia, um livro sobre amor escrito por quatro homens. Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho e Matheus Rocha mostram que isto não é um paradigma para eles e que eles escrevem sim com maestria sobre o amor. Sensível nas palavras mas sem soar piegas a cada capítulo vemos um pouco de cada autor e de suas personalidades impressas em cada texto. E o que achei mais improvável acabou sendo os que  mais me identifiquei, os textos do Ique Carvalho, será que é coisa de signo -que eu não acredito- leonina como sou, meu elemento é o fogo e simplesmente sublinhei muitas frases a identificação foi imediata. De todos tenho certeza que pelo menos um você irá se identificar.


A forma que foi dividido os capítulos, cada um com o seu título e a arte da capa ficaram lindas. Precisamos de mais livros como esses nas prateleiras das livrarias. Ele lembrou-me muito o livro No Meio do Caminho Tinha um Amor, que não por acaso é do mesmo autor que participou desta edição e também me transportou para um texto que escrevi antigo: Algumas Considerações Sobre o Amor em que escrevi: "Mais uma dose de amor, por favor".


Eu facilmente indicaria e daria de presente, até mesmo para aqueles que se consideram "desapaixonados" este é um bom começo. E da próxima vez que quiser ser servido, se fartar e repetir peça: Muito Amor, Por Favor.



"De eventualidade surgem amore. De amores surgem eventualidades." 
"Acho que amar é como pegar uma estrada sem saber o que se vai ver ou encontrar... Sei lá prefiro me magoar a não sentir nada."


"A calmaria de um amor é assim: gera desconforto a quem não tem." 
"É que algumas pessoas são egoístas demais para se dividir com alguém. Elas tem pouco de si... e nem todo mundo sabe que amar multiplica a gente. Amor nos transforma em dois, pelo menos. Cada um carregando por aí partes do mesmo coração."
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
14 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

14 comentários:

  1. Que livro lindo, que capa linda, e que diferente! Quatro homens escrevendo sobre o amor. Que demais!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A editora tentou fazer diferente e acertou! Fiquei feliz em ler um livro como esse.
      É sempre bom ter ver por aqui!

      Beijo grande!

      Excluir
  2. Depois que li sua resenha, eu fiquei pensando que realmente como o amor pode ser algo diferente para cada pessoa... Que capa linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Esse foi o interessante desse livro, causou em mim reflexão.
      A arte do livro ficou linda mesmo.

      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  3. Oiii Su!! Eu comprei esse livro deve ter mais ou menos 2 meses e tbm amei. Achei muito interessante essa divisão por elementos que eles fizeram, só uma crônica ou outra que eu achei meio arrastada, de resto, Fred como sempre um dos melhores e me surpreendi muito em conhecer o Arthur Aguiar, como escrito!!! Amei demais!!! Adorei a resenha e já estou seguindo o blog, beijocasss (Dri do grupo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dri, aqui é a Thamires! Pelo jeito você é mais uma que vai entrar para o time que vai acabar lendo as outras publicações dos autores, gostei bastante deles apesar de já conhecer o Fred também.
      Feliz por você ter gostado, obrigada por nos seguir!

      Beijo grande.

      Excluir
  4. Que livro Lindo,capa maravilhosa,quero comprar ele pra mim ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa conquista, eles capricharam! Quando ler vai amar.

      Abraços.

      Excluir
  5. Em primeiro lugar super parabéns pelas tuas fotos, são lindas e tornam a leitura da resenha muito mais legal, dinâmica ... hm, acho que me perco um pouco em livros sem ordem cronológica, mas achei interessante embora esteja lendo coisas diferentes, pra faculdade atualmente :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que acertamos no ponto, é bom saber o que funciona e o que fica bem para ler no blog. Já passei pelo mesmo dilema de ter que ler para a faculdade e ter que deixar os outros livros de lado por falta de tempo, é bem triste.
      Apesar de nao ter um enredo e sim um tema eu achei bem legal por que acabou me tirando dos livros que leio de costume, você deveria tentar.

      Obrigada por cometar.

      Excluir
  6. Que livro lindo, eu louca por livros vou colocar esse na lista de compras da black friday

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! Nem tinha pensado nessa possibilidade. haah Caso não dê para comprar no black friday ainda resta a lista de presentes de Natal!

      Boas compras.

      Excluir
  7. Gente que lindo <3 Eu me apaixonei pelo livro sem ao menos nem ter lido! haha' Nossa, está na minha lista de leitura, com toda a certeza! Amei a resenha, ficou perfeita! E eu sei que não se deve julgar o livro pela capa, mas gente, que capa <3 Adorei seu blog, super fofo!
    Beijos :**

    mar-de-ideias.com

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo