[Memórias em Série] Os 13 Porquês - 1° temporada

14 abril 2017
Título original: 13 Reasons Why

Data de estréia: 31 de março de 2017

Gênero: Drama

Temporada atual: 1° temporada

Total de episódios: 13 episódios

Criação: Brian Yorkey

Produtora: Selena Gomez

Elenco: Dylan Minnette, Katherine Langford, Christian Navarro, etc...

País: EUA


A série 13 Reasons Why, ou no bom e velho português, Os 13 Porquês já não é novidade para mais ninguém. Baseada no livro de mesmo título do autor Jay Asher, a série ganhou uma repercussão enorme, da qual me deixou muito feliz, afinal ela fala de assuntos muito importantes, que precisam ser abordados e que ainda geram muitas discussões e preconceitos.

A série começa mostrando Clay Jensen (Dylan Minnette) voltando da escola e encontrando em sua porta uma caixa de sapato com 7 fitas dentro, enumeradas em ambos os lados, totalizando 13 áudios, mas o que ele não esperava era que as fitas tinham sido gravadas por Hannah Baker (Katherine Langford) sua amiga e paixão secreta que tinha acabado de cometer suicídio.


Ao ouvir as fitas Clay tem mais uma surpresa... é a própria Hannah narrando sua história de vida e cada lado contem um motivo (ou pessoa) para ela ter cometido suicídio, e se ele estava escutando as fitas é porque ele também é um dos porquês...
"Oi, é a Hannah. Hannah Baker. Isso mesmo. Não ajuste seu... o que quer que esteja usando para ouvir isso. Sou eu, ao vivo e em estéreo. Sem promessa de retorno, sem bis, e, desta vez, sem atender a pedidos. Pegue um lanche. Acomode-se. Porque vou contar a história da minha vida. Mais especificamente por que minha vida terminou. Se você está ouvindo esta fita... você é um dos porquês."

Hannah é uma menina linda, divertida e bem humorada. Uma personagem da qual nos apaixonamos mais a cada episódio, mas que por trás de tantas falar sarcásticas guarda pequenas dores que foram se acumulando...

A série inteira será Clay escutando as fitas e como ele reage a tudo isso, com o passar dos episódios descobrimos que os porquês de Hannah são pessoas da escola dela, amigos, ex-namorados, pessoas próximas em quem ela confiava, amava e queria por perto, mas que de alguma forma a fazia se sentir humilhada e rejeitada. Percebemos então o quanto o Ensino Médio pode ser cruel, em como as pessoas podem nos matar cada dia um pouco mais com justificativas de serem apenas brincadeiras...


As fitas de Hannah levam Clay, e nós, as suas lembranças fazendo uma espécie de reconstituição dos fatos, seus passos sendo recontados e mesclando passado e presente. No decorrer da série Clay percebe que ele não é o primeiro a escutar as fitas, mas é o único que está se incomodando com elas, o único que não está sabendo reagir de maneira normal a tudo que está ouvindo, afinal como não fazer nada? Como deixar que o sofrimento de Hannah seja esquecido?

Os 13 Porquês tem um peso emocional muito grande, Clay não consegue escutar todas as fitas de uma vez só assim como não consegui assistir todos os episódios em sequência, eles pesam, eles doem e você se sente impotente, você se pergunta se um dia já foi o porquê de alguém e se lembra dos seus porquês, você passa a refletir em como trata o próximo, em como ele tem sentimentos que muitas vezes são ignorados.


Sabe quando você tem tanto a dizer e sente tanto com uma coisa que acaba se perdendo nas palavras? A série divide muitas opiniões mas a minha opinião é que ela vai ter um peso diferente para cada pessoa, é algo que mexe com o emocional, mexe com lembranças... Algumas pessoas acharão os porquês da Hannah pura bobagem enquanto outras se identificarão. O que eu posso dizer é que o porquê do outro nunca é bobagem, as pessoas precisam ter empatia pelo próximo, se aquelas coisas não te afetam não quer dizer que não afetam a outros, e sinceramente como não se compadecer? Como não se sentir dilacerada? Como não pensar em como deve ser devastador uma pessoa sofrer tanto ao ponto de tirar sua vida? COMO...?

A série aborda temas importantíssimos como depressão, bullying, estupro, violência psicológica, homofobia, drogas e suicídio. Além de nos mostrar a vida pós suicídio, como isso devasta a vida dos que amam Hannah, como os pais e os amigos são mortos um pouquinho junto com ela, como se questionam o tempo todo...


Todos os personagens são essenciais para a história e alguns ganharam muito meu coração, alguns que estão sendo babacas mas que você sabe que não são eles de verdade, então agindo assim apenas para se encaixar em grupos de popularidade... e quantos por aí não agem exatamente dessa forma?

Se for para falar sobre tudo que a série representa eu teria que ficar aqui por horas, é recheada de reflexões, de emoções e de assuntos muito importantes, e mostra a adolescência nua e crua. Recomendo para todos, como um alerta, pra fortalecer, pra parar e pensar, e principalmente para não ser um porquê!!!

Suzane Cruz
Suzane Cruz, 23 anos, baiana que mora na Cidade Maravilhosa. Potterhead, bailarina e formada em Design de Interiores. Andou vivendo o que lê e precisou de companhia.
10 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

10 comentários:

  1. Ooie. Então, também assisti 13 Reasons Why e, inclusive, fiz uma crítica no Acesso Permitido (meu blog). Eu também adorei a série e estou extremamente feliz com a repercussão que está tendo. Como você mesma disse, são assuntos que merecem. Contudo, eu achei que a série falhou em alguns aspectos. Que inclusive citei na minha postagem. Mas gostei do que disse: também acho que a serie vai afetar cada pessoa de uma maneira diferente. ❤💥

    ACESSO PERMITIDO. 💥
    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir
  2. Essa série é de tirar o fôlego e nos deixar inquietos e reflexivos mesmo. Já fomos um porquê? Concordo contigo em tudo e principalmente em ser recomendável a todos por diversos motivos. Infelizmente existem uns que precisam refletir sobre seu modo de agir com o próximos, alguns que precisam de uma força para sair da depressão e/ou mesmo de momentos tensos de bullying. Nós também somos responsáveis pelo que acontece com o outros quando não intervimos. 13rw é uma série forte, adorei a sua resenha! É basicamente tudo que penso e sinto. Parabéns! Que mais pessoas tomem consciência graças a essa leitura

    ResponderExcluir
  3. Oie, assisti a série e gostei muito. Só que a Hannah não me convenceu sabe? Não sei explicar, a personagem pra mim não foi boa.
    Mas por outro lado os assuntos abordados são de máxima atenção. o que me chocou bastante foi a parte do estupro, ei fiquei bem revoltada com os acontecimentos.. E os meninos muito babacas cara...

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não assisti, mas já li alguns posts sobre a série e vi alguns trechos... é uma série que nos leva a refletir e lembrar da empatia, de se colocar no lugar do outro e não fazer com ele o que não gostaríamos que fizesse conosco.

    ResponderExcluir
  5. Eu fiz um post no meu blog sobre essa série também e foi bem difícil. Eu tenho um problema sério em não conseguir expressar tudo o que eu sinto sobre uma obra que eu gostei MUITO, e 13 Reasons Why se tornou a minha série preferida. Acho que ela veio com a intensão de chocar mesmo e, por isso, eu não recomendo pra todos. Na minha opinião, a série tem um público certo: os porquês. Quem já sofreu nas mãos de gente do mal e acabou tendo depressão e pensamentos suicidas não deveria assistir essa série porque ela tá cheia de gatilhos, mas quem já foi ou ainda é o agressor precisa assistir e ver as consequências de suas "brincadeirinhas".

    Adorei o post, principalmente quando você fala sobre empatia. Acho que o amor e a empatia ainda vão salvar o mundo! <3

    Beijos ♡
    misinwonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não tenho Netflix portanto não posso assistir, queria muito. A serie é de fazer qualquer pessoa refletir sobre seus porquês, só de assistir os trailer da pra ver o que os personagens vão passar durante a serie. Quero ler o livro, bjs!

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu também fui um dos que correram para assistir Os 13 porquês diante da grande repercussão. Não li o livro, e sou da mesma opinião que vc, acho que a série se apresenta para cada um diante do que vc quer ver. Muitos podem achar as razões idiotas, outros podem achar que são fortes o suficiente para levar uma pessoa já com problemas ao suicídio. Achei o último episódio fraco, esperava mais. Porém como um todo eu amei essa série e já sinto falta de alguns personagens.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bom?
    Primeiro, adorei teu post, super bem escrito e esclarecido... Porém, não gostei muito da série... Achei muito comum – sim, comum – porque previa os acontecimentos :( não que seja ruim, mas também não foi aquela série que eu olho e digo"ohhhh série", entende?! Esperava mais dela.
    Porém, como disse, gostei bastante do post
    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Fiquei a conhecer a série só pelos blog´s, assim como também não conheço o livro, mas pela descrição feita, parece valer a pena sobretudo pelos temas que aborda, nem que seja para levar todos a reflectir e a estar mais atentos àqueles que nos rodeiam. Quem passa por situações de abusos, de bullying ou de depressão, nem sempre fala sobre isso, aliás, quase nunca fala, mas vai dando sinais, só que muitas vezes estes passam imperceptíveis aos olhares mais desatentos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Suzane, tudo bem?

    Falar sobre essa série não é algo fácil né?! A série é complexa e traz tantas reflexões complexas que vai mexendo com a nossa cabeça, com o nosso emocional e até com a nossa própria vida. Eu fui uma das pessoas que assistiu essa série de uma vez, sem nem parar para respirar. A série mexeu comigo e concordo que todos os personagens são essenciais, e que aos poucos vamos odiando alguns (prazer, Brice).
    Quem já passou por situações difícies, como bullying, depressão e abuso sexual vai ser tocado por tudo que acontece na série, é meio que inevitável. Adorei seu post!

    Beijos!

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo