[Indicação] Filmes Para REFLETIR

15 maio 2017
Pensando nos posts que saíram recentemente no Memórias em Séries, com resenhas de séries que eu assisti e que compartilhei com vocês, achei que já estava na hora de fazer também indicações de filmes. Pessoalmente, eu gosto de receber indicações por que ajuda bastante a achar um bom filme na imensidão de variedade do  Netflix. Logo, pretendo fazer com frequência esse post de indicações de filmes que assisti e gostei. Diferente das Resenhas Cinematográficas feitas aqui no blog -de filmes que estão em cartaz no cinema-, esse post especificamente vai ser direcionado aos que estão disponíveis no Netflix. Espero que gostem e compartilhem comigo também as suas indicações.

Como dividi por tipo, esses que escolhi são aqueles com histórias que fazem você refletir e são mais devagar e com menos diálogos, mas todos eles estão favoritadíssimos e valem ser assistidos.



                                                                                    Histórias Cruzadas
Mais um filme incrível com duas atrizes que admiro muito e com um tema recorrente nas narrativas mas que nunca tinha visto sido contado dessa forma. Recentemente descobri que foi inspirado em um livro real. Anos 60 EUA em plena segregação racial e vemos essa história ser contada do ponto de vista das empregadas domésticas que chegaram a ser consideradas posse das famílias para a qual trabalhavam, leia-se escravidão. As coisas que você vê sendo contadas são tão absurdas e ofensivas e que acorreu a não muito tempo atrás, como os negros não poderem usar mesmo banheiro dos brancos e só poder entrar pela cozinha. Então lá vem a reflexão... ainda hoje quando vamos comprar um apartamento não tem um cômodo intitulado "banheiro da empregada" e os elevadores de serviço e sociais entre inúmeras outras que posso citar. É um excelente filme e pesar de tudo é bem engraçado e serve não apenas para refletir como para ter referências históricas.

Sinopse: Nos anos 60, no Mississippi, Skeeter é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark, a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.







                                              Ex-Machina
Logo pelo nome esse seria um dos filmes que eu não assistiria, mas como mais de uma pessoa me indicou acabei assistindo e gostei. Não é aquele tipo de filme de ficção cientifica com vários laboratórios e termos técnicos, o enredo acaba se tornando bem mais próximo da nossa realidade e faz refletirmos os termos e conceitos que temos estipulados em nossa vida, como o que de fato é consciência e inteligência e até que ponto isso pode ser mensurado. E o que eu achei mais interessante:a reflexão de até que ponto nós seres humanos somos tão fáceis de sermos "lidos". Afinal, as nossa escolhas e forma que vivemos são apenas uma série de caminhos que podem ser facilmente codificados e traduzidos. O que faz você ser você?! Há um modo simples de definir o que é ser humano? Bom essas foram as reflexões que eu fiz e posso ter soado um pouco confusa para vocês por isso gostaria que vocês assistissem e tirassem as próprias conclusões.


Sinopse: Um jovem programador chamado Caleb ganha um concurso e recebe a oportunidade de testar uma inteligência artificial criada por Nathan, um brilhante e recluso bilionário. Mas conforme os testes progridem, Caleb descobre que essa inteligência artificial é tão sofisticada e imprevisível que ele não sabe mais em quem confiar.





                             
                                                                                                 Her
Esse não é uma novidade para mim, assisti para um trabalho de faculdade em grupo e teorizamos tanto em cima dessa história que gostei bastante. Curiosidade: a Scarlett Johnsson ganhou um prêmio nesse filme apenas pela "voz" dela. Esse é mais um daqueles para você refletir e muito viu! Que sentimento abstrato é esse amor? Ele pode ser medido ou rotulado? Não! Então por que tentamos fazer isso a todo momento? O que torna uma coisa normal e aceitável em contraponto que a outra tenha que ser anormal e estranho. E o que é um relacionamento? Duas parte que tem coisas em comum ou não e que interagem entre elas e criam um vinculo de relacionamento, não é?
Depois de tantas perguntas que joguei no ar e espero ter atiçado a curiosidade de vocês aí vai:Theodore, o cara aí da capa tem um relacionamento com o seu "computador" que tem uma inteligência artificial avançada. Mas não julguem o filme pela premissa, assistam. Ele bem devagar e com bastante diálogo e é leve e tranquilo de assistir.


Sinopse: Em Los Angeles, o escritor solitário Theodore desenvolve uma relação de amor especial com o novo sistema operacional do seu computador. Surpreendentemente, ele acaba se apaixonando pela voz deste programa, uma entidade intuitiva e sensível, chamada Samantha.



                                                                                              Suíte Francesa
Não é spoiler! Mais um filme com um final tão "indefinido" como esse me surpreendeu por eu ter gostado tanto. Muito se vê sobre narrativas durante a segunda guerra e como vou explicar esse... é um "romance" cru, uma tentativa de engajamento romântico sem cenas românticas, é tipo isso gente. Imagina você ser mulher de um soldado e acabar se apaixonando por um oficial inimigo, entendeu a dificuldade? Mais aí que entra  a beleza da história, não é sobre romance que a história trata é mais do que isso. Até onde as suas convicções ideológicas interferem nas questões sentimentais que não podem ser controladas?
E o que mais me surpreendeu é que esse filme foi baseado em um livro escrito de fato durante a segunda guerra e que levou 60 anos para finalmente ser descoberto depois de escrito. De todos que indiquei acredito que esse seja o que mais me impactou. Mais uma vez, esse é também uma narrativa devagar, mas como são filmes para refletir está valendo.

Sinopse:  Com o marido na guerra, uma francesa solitária começa um romance com um soldado alemão que está morando na casa de sua sogra.



Me indiquem o tema para os filmes do próximo post!

Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"
11 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

11 comentários:

  1. Desses aí ja assisti "Historias Cruzadas" e adorei! Que filme incrivel, ne? Fiquei curiosa pra assistir esse Suite Francesa, parece muito bom e ainda não conhecia ele. Adorei o post e as indicações!

    Beijos
    Isa Nonemacher

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveita que está no netflix! Apesar de não ser um filme tão comum ou com uma narrativa que estamos acostumados a assisti eu me surpreendi com o Suíte Francesa.

      Obrigada por comentar.

      Excluir
  2. Oiii
    Eu muitas vezes gosto de assistir a dramas que me fazem chorar e tudo mais, mas não senti atração por nenhum dos filmes apresentados. Quero assistir Histórias Cruzadas apenas porque adoro a Emma Stone. =)

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Você acredita que eu ainda não vi nenhum dos Dilma citados? Kkk. Conheço todas as obras mas nunca me interessei, êxito Ex-machina que pretendo ver ainda. Adorei as suas indicações. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Ainda não assisti nenhum desses citados, eles fogem muito do que assisto, mas "Histórias Cruzadas" me chamou a atenção, acho que na próxima que ir assistir alguma filme, procurarei ele.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Thamires.
    Adorei as indicações! Ainda não vi nenhum desses filmes e vou tentar encontrar algum deles no arquivo da Tv a acabo!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thamires!
    Quero assistir "Ex-Machina", mas ainda não tive a chance. Ele já tem na Netflix não é?
    Adoro "Histórias Cruzadas"! Já assisti alguns pedaços do filme "Her" e não me chamou atenção.
    Obrigada pela dicas!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Opa, ainda não assisti nenhum dos filmes!
    Anotei todas as indicações, pois gosto de filmes para refletir, ainda mais quando trazem uma história bem marcante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Quase assisti Suíte Francesa uns meses atrás, mas minha mãe não quis ver acabei vendo outra coisa. Das indicações tenho interesse em Vidas Cruzadas espero ver mais pra frente. Grata pelas indicações.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  9. Das suas indicações, o que mais quero conferir é Her, porque amo o ator e porque achei a premissa master original.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Das suas dicas, só o Her e A Suíte Francesa me chamaram a atenção. Apesar de eu ter o streaming, foco mais nas séries mesmo... Obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo