[Resenha] A Vila dos Pecados - Soraya Abuchaim

30 junho 2017


Editora: Coerência
Gênero: Suspense/Mistério
Páginas: 447

Classificação: 

Sinopse: Final do século XIX. Enquanto o mundo passa por transformações importantes, existe uma vila inóspita, que vive à margem da civilização e que tem as suas próprias e estranhas leis. Lendas escuras a rondam e histórias macabras sobre Ponta Poente povoam o imaginário popular. Quando o padre Alfonso Anes, um exemplo vivo de amor e resignação, chega à vila para substituir o seu antecessor, depara-se com segredos que o farão duvidar da própria sanidade, e uma onda de mortes trará o caos para aquele lugar ermo. Quem estará a salvo? Serão estes segredos o fim de quem os esconde? O que esse universo tenebroso revelará para o mundo? Um suspense sinistro, que envolverá completamente o leitor e o levará a compartilhar dos segredos da Vila dos Pecados.
Sim, escolhi o livro pelo gênero literário, como a capa claramente indica trata-se de um suspense e que diga-se de passagem que eu gosto muito.
Depois de me aventurar por  outros gêneros literários como autoajuda  e romances de época, voltei para a minha zona de conforto para conhecer essa publicação da editora Coerência e tenho muito para contar para vocês.


Uma pequena vila tão tão distante da civilidade, cercada por um bosque, com habitantes recatados e cheio de pudores e tementes à Deus. Ao primeiro olhar já dá para imaginar um cenários de um suspense macabro, só que não. Ponta Poente é uma vila pacata e nada de muito emocionante parece acontecer nas suas casinhas perfeitamente cuidadas com os seus canteiros de flores e tão pouco os seus habitantes parecem ser o tipo de criar caso. Só que nem tudo parece ser o que é, as aparências enganam!
"Mas o erro é sempre daquele de quem engana, nunca de quem é enganado."

O padre Alfonso Anes, homem de fé e de coração bondoso é designado para ser o novo pároco da vila uma vez que o seu antecessor, padre Bento de caráter um tanto duvidoso e muito diferente dele morreu em sua cama durante a noite. Apesar de ver todo esse cenário perfeito, o padre Alfonso não se deixa enganar, algo em seu coração diz que toda essa beleza e pacificidade encobre algo nada bonito de se ver. E aí caro leitor e que você se sente na pele do padre, um mero expectador e ao mesmo tempo opinador de todos os horrores velados que acontece atrás de cada porta.

Há muitos personagens que são apresentados na trama, desde a grande fofoqueira da vila Gertrudes, até o prefeito relapso e corrupto Dr. Pina que para mim têm um grande holofote na trama.


Diferente do padre anterior, Alfonso não deixara que tais pecados passem impunes e nem será conivente  com tais ações, fazendo o povo de Ponta Poente se sentir desconfortável uma vez que eles estavam acostumado a manter as aparências mesmo sabendo que cada um dali tinha um erro maior que outro para apontar.
"Por mais que se ouça falar de algo, até que se sinta aquilo na pele, não é possível saber exatamente do que estão falando."

Sabe aquele típico jogo em que todos tem um erro na conta mas todos fingem que nada acontece por um "bem maior"? Tipo tentar cobrir o sol com uma peneira. É um cinismo enorme que assola esse lugar.

De pecados passaram a ser crimes bárbaros e agora não é apenas o padre o responsável por manter as rédeas, isso é um caso de polícia! E parece que toda essa áurea macabra atrai um denso nevoeiro que parece que se sobrepõe apenas na vila, mas apenas os supersticiosos deveriam acreditar em algo assim, não é?

"...qual o problemas das mães, por que elas queriam projetar nos filhos o ideal de comportamento que, muitas vezes, elas próprias não tiveram? E por que se frustram quando os filhos não agem como elas querem, mesmo que não sejam pessoas ruins?"
Mas afinal, a grande questão agora é: quem é o assassino e por que as suas vítimas são sempre mulheres? E qual é a relação desses eventos com as grandes mudanças atmosféricas que acorrem sem razão alguma?


A Vila dos Pecados atiça a curiosidade do leitor fazendo ele querer conhecer cada recanto desse lugar inóspito e ainda mais, conhecer as pessoas e as suas motivações. Instigante e misterioso esse livro tem uma mistura de suspense com um toque de sobrenatural.
"... o tempo parece nunca preocupar-se com as angústias pessoais, se ele pode curar devido à sua  sabedoria, também é bem verdade que acelera os anseios e processos de degeneração."

Confesso que na metade do livro eu já havia matado a charada e descoberto o dito cujo que causou o reboliço, mas continuei é claro com a dúvida se poderia ser outra pessoa o que atiçou ainda mais a minha curiosidade. Soraya Abuchaim escreve muito bem e trouxe uma continuidade e linearidade que faz você ler rapidamente capítulo após capítulo e apesar de eu ter falado do número de personagens em momento nenhum você fica perdido na leitura. Um suspense que ainda nos primeiros capítulos já fez eu ter vontade de sair comentando com os amigos sobre o enredo e que fez eu passar um final de noite inteiro lendo só para descobrir o desfecho.

Ah, e apesar de ter um desfecho condizente a trama não desvenda todos os seus mistérios, mas não fez falta, por que todo o resto conta com a colaboração da imaginação do leitor.
"Mesmo que a decepção tivesse um sentido diferente para cada pessoa. Expectativas são sempre pessoais, e o ser humanos procura, em qualquer tempo,  alguém que as satisfaça por completo; é muita responsabilidade ser aquele que precisa suprir o que o outro espera."
Thamires Vicente
Thamires Vicente, carioca de 22 anos. "PALAVRAS são capazes de causar grandes sofrimentos e por vezes remediá-los"

[Divulgação] Os Fantasmas do Espelho - Paulo Mateus

27 junho 2017

Galerinha, como vão? Hoje eu quero apresentar pra vocês um livro que chegou até mim e que me chamou muito a atenção, afinal, não sei se vocês sabem, eu aaaaaaaaamo terror e suspense. Então resolvi compartilhar com vocês um livro recheado de contos do gênero.

Contatos do autor:
E-mail:  pmatheus16695@gmail.com | Instagram: paulo_mateus16


OS FANTASMAS DO ESPELHO
Gênero: Terror, suspense
Paginas: 165
Amazon / Skoob

Sinopse: Os Fantasmas do Espelho é uma coletânea com dez contos de terror e suspense. São eles:

O Novo Brinquedo: Sofia recebe um novo brinquedo de presente da sua mãe, uma simples boneca de pano pequena e colorida. No começo tudo é alegria e diversão, mas ela logo descobre que aquilo não é uma simples boneca. 

O Totem: Ele é um ávido colecionador de objetos raros e antigos, ao viajar para uma remota região da África e entrar em contato com a tribo Sualani ele obtém mais um precioso objeto para a sua coleção. Mas isso trará sérios problemas quando retornar da viagem, principalmente para o seu filho. 

Alpha, o Assistente Pessoal: Arthur teve a sorte de recuperar o seu celular perdido, mas ao verificar se os seus arquivos pessoais não foram roubados ou invadidos ele descobre um estranho aplicativo instalado no celular. Um aplicativo capaz de realizar coisas incomuns. 

Os Fantasmas do Futuro: Lucas acorda, vai ao banheiro e se prepara para mais um dia de trabalho. Tudo parecia ser um dia normal em sua vida até que ele entra em seu apartamento, pessoas estranhas estão lá e começam a fazer testes com ele. 

Um Dois Três: Laura e Rafael se mudam para um novo apartamento, ainda faltam muitas coisas para arrumar e o chão ainda está cheio de caixas de papelão, mas eles estão ansiosos por começar a vida naquele lugar. Mas as coisas ali não são tranquilas como eles esperavam. 

O Vendedor de Pesadelos: Pedro estava voltando do trabalho quando para no meio da estrada por causa de um carro suspeito, ele é atacado e seu corpo fica inerte no chão, mas aquilo não era um assalto. Era apenas uma coleta de memórias para um projeto muito maior. 

Não Olhe: Por causa de uma chuva forte Clara acaba indo parar dentro de uma loja de antiguidades, tudo ali parece ser absolutamente normal, exceto por um estranho objeto que ela acaba levando consigo quando sai da loja. Um objeto que vai mudar a sua vida para sempre.

O Sussurro dos Espíritos: O tempo quente e úmido era propício para as árvores, que esticavam seus galhos em direção à casa, como mãos querendo se agarrar nas paredes e nas janelas. Quando a noite cai estranhos sons começam a ecoar para o interior da casa, como se alguma coisa estivesse se movendo lá fora.

Os Olhos da Noite: Victor e Nicolas recebem uma ocorrência de disparos ocorrendo no parque da cidade, é noite e não há lua cheia, tudo está extremamente escuro. Munidos apenas com suas lanternas e suas armas eles entram no parque, mas as coisas se tornam mais estranhas a cada minuto que ficam lá. 

Carolina: Aparentemente ela é uma cidade pequena e simples, com carros velhos demais nas ruas e pessoas estranhas caminhando pela calçada, mas eles estavam apenas de passagem, precisavam apenas dar uma olhada em uma casa. Mas quando param para comer alguma coisa tudo muda.

[Resenha] A Promessa da Rosa #1 - Babi A. Sette

14 junho 2017

Editora: Novo Século
Série: Flores da Temporada 1
Gênero: Drama / Romance
Páginas: 432
Classificação: 
Sinopse: Século XIX: Status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não casar-se cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado.Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, à impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é: o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite, se transforma em uma paixão sem limites.Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim, pela a única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e enorme teimosia: o seu coração.
Já estava a um bom tempo querendo ler esse livro, além de eu ser apaixonada por romance de época, a escrita da Babi me conquistou em Senhorita Aurora.
 

A Promessa da Rosa conta a história de Kathelyn Stanwel, uma jovem de 17 anos que vem de uma família rica e conhecida, linda, desejada e invejada por toda uma sociedade, que precisa seguir de acordo com sua época mas não suporta a nobreza. Sua inteligência e seu espírito sonhador a torna ousada, levando-a a tomar atitudes que para nós são simples mas para damas da sua época eram um completo escândalo! 

Kathe está na idade de se casar e seu pai a incentiva a conhecer todos os nobres da sociedade, porém nossa jovem dispensa todos, ela quer se casar por amor, quer ser livre. 


Certo dia Kathe vai a um baile de máscaras e após se aventurar pelos aposentos da residência a procura de relíquias gregas ela encontra Arthur, um homem misterioso que mais parecia um gavião, até que se descobre que ele é o nono duque de Belmont, o homem mais cobiçado da sociedade.

Arthur é um homem rico, belo, arrogante é seguro de si, nunca pensou em se casar mas ultimamente estava sentindo que deveria dar continuidade ao título e precisava de um herdeiro! Então o duque vai para Londres a procura de sua futura esposa! Kathe não sabia disso e também não era algo que a interessava, mas entre encontros, desencontros, intrigas e paixões, os dois acabam se envolvendo em um romance!


Kathe percebe que Arthur não é um nobre esnobe e enfadonho, e Arthur vê em Kathe a esposa que ele procurava, cheia de personalidade e encantadora! Porém todo esse amor será provado, a sociedade toda direciona olhares de julgamentos e invejas ao casal, que apesar de não se importarem com as opniões acabam sendo afetados por elas, principalmente Kathe, que é uma jovem sonhadora é ingênua e não está preparada para a crueldade da nobreza. 

Após um escândalo inesperado a história de Arthur e Kathe toma um rumo completamente diferente é muito doloroso. E a partir daí tudo que era esperado para história PODEM ESQUECER!!! 


A Promessa da Rosa começa com uma história com tudo para ser clichê, uma mocinha à frente do seu tempo, um nobre procurando uma esposa, dois turrões que se apaixonam de vivem felizes para sempre... porém da metade da história para frente esqueça tudo que você imaginou que aconteceria, a história é completamente inusitada e cheia de reviravoltas que te prendem de uma forma maravilhosa, você sente tudo que os personagens estão sentindo e sua ansiedade para saber o desfecho só aumenta!

Eu como fã de romance de época posso dizer que nunca li outro assim, nesse gênero costuma-se conhecer o lado lindo e glamouroso dos séculos passados, mas Babi acaba mostrando o quão cruel é a sociedade quando você não se rende as suas regras. Kathe passa na pele as consequências de uma sociedade hipócrita e vê o mundo lhe virar as costas. E se formos parar para pensar isso se reflete nos dias atuais, o quanto o machismo e as críticas são extremamente cruéis principalmente com as mulheres! 


Assim como Senhorita AuroraA Promessa da Rosa é um livro que quando você acha que a autora já contou tudo que podia ter contato, ela dá uma volta brilhante e nos mostra que as histórias não tem fim, kkk impressionante!

Eu amei muito a história, toda a emoção que a envolve, todo o peso dos sentimentos, e aprendemos que a melhor saída é o perdão! BABI, SOU SUA Fà🌹

[Resenha Prévia] A Deusa da Guitarra - Sasha Marshall

12 junho 2017

Editora: Coerência
Gênero: Erótico / Romance
Série: Guitar Face 1
Sinopse: Minha história não é para quem tem coração fraco. Ela é repleta de lindos empecilhos e tragédias que beiram a aflição. Eu nasci no mundo do rock-n-roll, era uma mera menina, que só queria ter sua própria cara de guitarra. De alguma forma, entre amplificadores, acordes e guitarras, encontrei o meu lugar. Nasci para criar música e fazer a multidão ficar de joelhos… até ser interrompida. Até o momento em que, pensar em fazer parte disso tudo, sem a presença dele, me causava náuseas.
Pensei que pudesse fugir do rock-n-roll, mas não consigo. Meu irmão é um rock star, e todos os nossos amigos fazem parte dessa indústria. De uma forma ou de outra, tenho o pressentimento que serei sugada de volta, apesar de temer não sobreviver. Talvez eu tenha mais chance de sobreviver ao rock-n-roll do que de sobreviver ao Jagger Carlyle. Jag é o melhor amigo do meu irmão, vocalista principal e guitarrista da banda Broken Access. Eu o amo desde menina, mas a indústria da música e o meu medo de rejeição, me impediram de assumir esse sentimento por todos esses anos. Quando as faíscas começam a inflamar e o mundo se empenha em nos separar, chego a pensar se o amor será o bastante.
Minha história te fará chorar, seja por tristeza, ou por causa do Kip. Basicamente, Kip é um idiota, mas ele é o meu melhor amigo. Ele tem o hábito de me acordar com filmes pornográficos europeus ridículos, e tem o dom de dizer as coisas mais inadequadas. À noite, é baterista; durante o dia é meu parceiro de crime. Eu deveria ter me apaixonado por ele, mas ele nunca cala a p***a da sua boca. Ele sempre foi o meu porto seguro, e, quando meu coração é partido em dois pelo Jagger, é Kip quem fica ao meu lado.
A Deusa da Guitarra ganhou dois prêmios SIBA, o segundo lugar como melhor romance independente de Humor e segundo melhor New Adult. Ele é o primeiro volume de uma série, com uma forte protagonista, bad boys e muito rock. Não se trata de um romance clichê com rock stars; ele te levará a uma nova aventura, diferente de tudo o que você já viveu. Se você procura por uma história de redenção, com alívio cômico e conteúdo altamente sensual, você encontrou o que procurava. Se você se ofende com rock stars tatuados, sensuais, e com linguagem vulgar, esse livro não é para você. Leitura inadequada para menores de 18 anos. A série possui conteúdo sexual, violência e linguagem inapropriada.
Fui convidada para fazer a resenha prévia do livro A Deusa da Guitarra da autora Sasha Marshall, primeiro livro internacional da Editora Coerência. Aceitei de prontidão, aliás ouço falar muito bem desse livro...

A Deusa da Guitarra conta a história de Henley Dendrix ainda criança, vendo seu avô e os amigos dele tocando guitarra, e isso despertou nela o amor pelo instrumento, afinal quando eles tocavam eles faziam caras incríveis que ela também queria fazer!

Aos 12 anos Henley se tornou a deusa da guitarra, o astro do rock, e agora tem tudo, fama, dinheiro, família, uma legião de fãs, amigos... sua vida está perfeita, até que em um certo dia voltando de um show o carro em que Henley estava é atingido por outro com motorista bêbado levando seu melhor amigo Caleb a morte e deixando-a em grave estado.


Henley não consegue lidar bem com a perda e acaba se afastando por quatro anos, largando tudo, música, amigos, fama e tudo que ela mais amava... Aquele universo a lembrava do acidente e a dor era insuportável. 

Até que nossa estrela do rock volta e saindo em turnê com seu irmão e amigos, e tudo parece estar diferente, o mundo da fama reserva muitas surpresas para Hen!

Eu li poucas paginas e já ameeeei!!! O livro é bem intenso, tem uma pegada hot, dramática, e entramos no mundo do rock e da fama! Eu amei tanto os primeiros capítulos que já estou continuando a leitura. Um livro incrível e intenso já nas primeiras páginas! 

Aaah aliás, lembrando que estamos planejando uma leitura conjunta do livro A Deusa da Guitarra, se você se interessou pelo livro basta clicar aqui para saber como participar!


 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo