[Resenha] Amar é Mar - Luis Enrique Kato

26 julho 2017

Editora: Coerência
Gênero: Contos | Crônicas
Onde comprar: Editora Coerência
Páginas: 200
Classificação: 4/5
Sinopse: O que os sentimentos são capazes de proporcionar em uma pessoa?Após perder a avó materna, no final de 2012, Luis iniciou uma jornada que lhe proporcionaria inúmeras lições sobre a vida. Ela não é fácil, mas não significa que não pode ser bela.Em meio a contos e crônicas, o livro retrata a transição de um pré-adolescente rumo ao início de sua vida adulta.Seja muito bem-vindo a essa viagem.“A vida tem sido como um oceano, com ondas altas e baixas. Queria que a maré fosse calmaria para poder navegar com meu barquinho”.
Amar é Mar é um livro de contos e crônicas escrito por Luis Enrique Kato que após perder sua avó começou a escrever seus sentimentos no blog Vivências Vividas como um desabafo, um grito da alma, um consolo de suas dores.
“A vida tem sido como um oceano, com ondas altas e baixas. Queria que a maré fosse calmaria para poder navegar com meu barquinho ⛵”
O livro segue-se em ordem cronológica, fazendo o leitor acompanhar a trajetória, sua evolução, como as perdas o afetaram e como ele lidou com todos os sentimentos e se superou. Encontramos entre as páginas um misto de sentimentos iniciado pela dor e indo até o amor, euforia, empolgação, medo, perdão, saudade e amor próprio, Luis desnuda a alma dos sentimentos revelando todas as faces dos relacionamentos, e o quão eles podem ser tanto fascinantes quanto frustrantes.

"Tenho sonhos absurdos e medos nas mesmas proporções.Eu quero deixar um legado neste lugar.Ser lembrado pelas pessoas e perceber que tudo que fiz em vida vai ser perpetuar por muito tempo."

Os textos do Luis são simples, e é exatamente isso que torna eles tão reais, sem firulas nos identificamos com seus sentimentos como se estivéssemos conversando com um amigo. Por muitas vezes me perguntei se eu estava lendo o livro ou o livro estava me lendo, e ao mesmo tempo que Luis lia minha alma e descrevia meu cansaço, ele me incentivava a continuar e não temer.
"Vai ficar por quanto tempo? Preparo um café ou preparo a minha vida?" 

Um livro repleto de referências literárias e musicais, cheia de sensações e superações, cheia de identificação e incentivos. Um livro curto e carregado de sentimentos, todos eles, de todos os tipos e da uma paz lê-lo, uma leveza na alma de saber que não se está sozinho, que tem alguém ali estendendo a mão e te chamando pra caminhar junto, acreditando no amor.
"[...] Pode ser que eu me afaste um pouco de você. Vou ali, fazer uma caminhada, meditar, praticar yoga, quem sabe aprender a tocar violão e poder cantar aquela música do He Is We, que você ama tanto. Eu preciso aprender coisas novas, preciso sentir que eu ainda estou aqui, que esse corpo ainda é meu e que os meus pensamentos ainda são lúcidos. [...]"
É uma leitura rápida e muito gostosa, alguns contos me pareceram um pouco bobos, mas a leitura super vale a pena. E a edição da Editora Coerência está impecável, como sempre, tornando a leitura ainda mais dinâmica e gostosa.
Suzane Cruz
Suzane Cruz, 23 anos, baiana que mora na Cidade Maravilhosa. Potterhead, bailarina e formada em Design de Interiores. Andou vivendo o que lê e precisou de companhia.
2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Estou adorando Contos ultimamente e com certeza leria este livro, sua resenha foi instigante!


    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah fico muito feliz, espero que compre o livro e ame <33

      Excluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo