[Resenha] Tartarugas Até Lá Embaixo - John Green

22 outubro 2017

Editora: Intrínseca
Gênero: Romance / Jovem Adulto
Páginas: 256
Classificação: 5/5 + favoritado
Onde comprar:

Tartarugas Até Lá Embaixo conta a história de Aza Holmes, uma jovem de 16 anos que tem que lidar com seu Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) que torna sua cabeça um turbilhão de pensamentos indesejados. Ela mora com sua mãe e convive com a falta que seu pai faz que morreu.
"O mais apavorante não é girar sem parar numa espiral crescente, é girar sem parar na espirar que se afunila. É ser sugado para um redemoinho que vai se fechando mais e mais e esmagando seu mundo até você estar apenas girando sem sair do lugar, preso numa cela que é exatamente do seu tamanho e nem um milímetro a mais, até você finalmente se dar conta de que na verdade não está preso na cela. Você é a cela."

A melhor amiga de Aza, Daisy, tem a brilhante ideia de procurar o bilionário desaparecido por fraude, Russell Davis Pickett, após ver no noticiário que quem tiver qualquer informação sobre seu paradeiro irá ganhar uma recompensa em dinheiro. E pra facilitar as coisas Aza conhece o filho do desaparecido, Davis.

Aza e Daisy vão então a procura do bilionários das redondezas de sua mansão e acabam se encontrando com Davis, o cara que ela conhecia desde a infância mas não via a muito tempo. Davis se mostra um cara incrível, amigo, companheiro e muito compreensivo, e os momentos em que eles estão juntos são incríveis.

"É muito estranho: sabemos que a nossa cabeça é doida, mas mesmo assim não conseguimos fazer nada em relação a isso, entende? Não é que a gente se iluda achando que comportamentos desse tipo são normais. A gente sabe que tem um problema. Só não consegue descobrir o que fazer para consertá-lo."
Encontrar Russell pode se tornar um problema, afinal se ele for encontrado vivo será preso, se for encontrado morto, seus filhos correm o risco de perder toda sua herança para uma tuatara, que é uma especie de lagarto.


Porém o que mais me tocou na história foi o TOC de Aza, que sabe tudo sobre os micróbios e as bactérias que a rondam diariamente, e lida constantemente com o medo de ser infectada, ou de não existir de fato, de ser apenas um aglomerado de bactérias que dirigem sua vida e sua mente. E os pensamentos dela são tão fortes e tão reais que chegamos de verdade a nos envolver no espiral que é o sua mente.
"O verdadeiro terror não é ter medo, é não ter escolha senão senti-lo."


John Green tem TOC, e eu imagino o quanto dele deve ter nesse livro, o quão difícil deve ter sido externar tudo que ele passa, mas ao mesmo tempo o quão deve ter sido libertador. Tartarugas Até Lá Embaixo é um livro necessário, para se compreender melhor o próximo e criar empatia, para se levar a sério a mente humana, pois ela é de extrema importância.

Terminei a leitura com meu coração ficando com Aza, e desejando que ela viva feliz e tranquila <3



RESENHA EM VÍDEO <3 

0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo