[Resenha] Espero Você Voltar #1 - Marjory Lincoln

12 dezembro 2017

Editora: Clube dos Autores
Gênero: Romance Militar | Erótico
Série: Os Covericks #1
Página: 485
Classificação: 4/5
Onde comprar: Amazon

Espero Você Voltar conta a história de Hella, uma mulher de 27 anos que cuida praticamente sozinha de seu filho Tay. Max, seu marido, é militar das Forças Aéreas Brasileira, e por conta de seu trabalho passa mais tempo longe do que em casa, e isso causa extremo sofrimento em sua família. O trabalho de Max garante para sua família toda segurança financeira que precisa, porém tudo que Hella e Tay queriam era ele constantemente em casa, e essa distância causa muito sofrimento em Max também, porém é seu trabalho, é o que ele ama e ele não pode se recusar a executá-lo.

Hella e Tay tem toda a companhia e apoio da família de Max, que a tratam como uma filha, e isso é o que a dá forças para aguentar a saudade e esperar ele voltar. Porém tudo fica mais complicado quando Max é convocado para ir pacificar vilarejos e cidades na Síria, e com isso a confirmação de que ficaria anos fora. Com a distância, e a intromissão de uma militar louca, Hella não consegue mais suportar a ausência de Max e decide romper seu casamento e firmar relacionamento com João, um amigo de faculdade que sempre esteve a sua disposição e sempre a amou.

Hella quer um relacionamento e uma família estável, onde possa viver diariamente de maneira normal. A ausência de Max se tornou insuportável. Já na Síria Max também sofre pela distância, além de passar por todas as dificuldades de uma guerra, lidando com homens bombas, crianças e inocentes mortos, e cada pessoa que morre pelas suas mãos se torna um fantasma que o assombra em seus pesadelos o deixando cada vez mais perturbado.

Anos se passam, Tay cresce com a revolta de não ter seu pai, Hella está noiva de João, e Max enfim volta da Síria com sua missão por lá concluída, porém com a nova missão de reconquistar sua família. Nada é fácil, afinal Tay e Hella convivem com o medo de Max ir embora novamente para outra missão, e apesar de ele confirmar que isso não aconteceria, a insegurança é constante.


Hella ama Max mais que tudo, porém ela teme largar um relacionamento seguro e estável e se entregar ao amor de sua vida com a possibilidade de ele ser convocado novamente e ela ficar sozinha por mais muitos anos.

Max luta para reconquistar seu amor, enquanto luta contra todo trauma que viveu na Síria, contra todos os fantasmas que o atormentam e com a realidade de seus parceiros de trabalho tirando as próprias vidas por não suportarem as terríveis lembranças da guerra.

Nós acompanhamos os pensamentos, medos, traumas, inseguranças e sentimentos dos dois personagens, e isso foi muito incrível pois entendemos os motivos de cada um, é impossível julgar Max por seguir seu sonho e sua carreira, e é impossível julgar Hella por não suportar a ausência e tentar seguir em frente. e passamos o livro inteiro imaginando se o amor vai vencer toda a insegurança, medo, ausência e traumas.

Tay é uma criança incrível, inteligente, com ótimos conselhos para seus pais, divertido, as vezes tem mais maturidade que todos os adultos juntos. João é um cara bacana, e em certo momento torci pelo relacionamento deles, mas depois ele se tornou muito chato e grudento. Hella me aborreceu em muitos momentos com sua insegurança constante, é compreensível mas quando é demais fica irritante. A família de Max é muito divertida e muito fofa com Hella, e eu amei cada um, até mesmo o avô ranzinza. A única coisa que tenho a reclamar são as constantes brigas, achei um pouco repetitivo, talvez se fossem menos frequentes eu ficaria mais feliz. Fora isso a história é bem construída, as passagens narradas na Síria são de doer o coração e Max e Hella são um casal muito sensacional, basta parar de brigarem.

A escrita da autora é muito envolvente e nos prende dentro da história, sentimos todas as sensações dos personagens como se fossemos nós a vivê-las. Ansiosa pelo segundo volume.



1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Olha, eu acho que essa obra seria perfeita para mim, porque eu adoro um romance como esse que parece ser bem clichê.
    Adorei as imagens e a resenha!

    Beijão,
    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
© Memórias de uma leitora, VERSION: 01 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo